Muçulmanos fervorosos destruíram uma igreja recém-inaugurada

A igreja faz parte da denominação Isa-e Jamat Bangladesh (IJB). Majid, o pastor, foi agredido e obrigado a dar o nome de missionários que estão na área.

As autoridades do distrito iniciaram uma investigação depois de os pastores registrarem uma queixa na delegacia do sub-distrito de Jaldhaka.

Desde o ataque, membros de um agressivo grupo islâmico, Tablig Jamat, começaram a “reconverter” os ex-muçulmanos da vila, fazendo propostas lucrativas em troca da conversão.

Segundo ataque

Em 10 de agosto, homens não-identificados destruíram o que restou da igreja.

O diretor da IJB, pastor Abdul Mabud Chowdhury, abriu outro processo em Jaldhaka, e lhe foi prometida outra investigação.

Em 16 de agosto, a Portas Abertas visitou a igreja, e está ajudando na reconstrução do templo. O dano foi estimado em 100 mil takas (US$ 1.450). A Portas Abertas estará contribuindo com metade dessa quantia.

Resultado das investigações

Nas investigações, descobriu-se que alguns convertidos estavam envolvidos no incidente de 10 de agosto. Uma vez que chovia forte naquela noite, ninguém tem condições de prestar depoimentos inequívocos.

Na reunião de 19 de agosto, um evangelista local disse que os muçulmanos planejavam usar o terreno para construir uma escola islâmica.

Pedidos de oração

1. Interceda pelos cristãos de Jaldhaka. Que o Senhor os encha de coragem, e que permaneçam fiéis a Ele, a despeito das pressões dos muçulmanos.

2. Ore pela vitória da igreja neste caso.

3. Peça ao Senhor para dar sabedoria ao para Majid, uma vez que é ele quem decide quais serão os próximos passos.