Reunião em Shandong é invadida

| 04/10/2008 - 00:00


Em 20 de setembro de 2008, às 9h30 da manhã, 20 policiais atacaram a Igreja Evangélica Cidade da Glória em Yantai,  província de Shandong. Eles forçaram os membros da igreja a registrarem seus nomes e deixarem o lugar onde aconteciam as reuniões.

As autoridades também confiscaram a propriedade dos cristãos, incluindo o gazofilácio, uma grande cruz, 15 Bíblias e 42 hinários. Os policiais disseram aos membros da igreja que aquela reunião lhes havia sido delatada.

O pastor Liu e sua esposa, visitantes de Taiwan, pregavam sobre oração e relacionamento entre pais e filhos à congregação de aproximadamente 60 membros quando a reunião foi invadida. Quatro policiais estavam segurando filmadoras e câmeras fotográficas.

Pastor Liu, sua esposa e um membro da igreja foram levados para diferentes salas e foram interrogados por mais de duas horas. Depois destes acontecimentos, os policiais exigiram que o casal não tivesse mais contato com a igreja.

Oficiais de justiça levaram o disco rígido do computador de um membro da igreja e copiaram todo o conteúdo. Passado um tempo, as bíblias que haviam levado foram devolvidas. No entanto, em 27 de setembro, a igreja recebeu dois comunicados do Comitê de Assuntos Religiosos do distrito: um comunicado sobre uma audiência de penalidade administrativa e outro comunicado da penalidade administrativa. Os cristãos disseram que a acusação oficial é de “abrir um local para cultos sem aprovação”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco