Homens armados matam funcionária de organização humanitária em Cabul

Dois homens armados em uma motocicleta mataram a tiros uma mulher que trabalhava para uma organização de ajuda humanitária no Afeganistão. O atentado ocorreu nesta segunda-feira em Cabul (capital), informaram autoridades. Um porta-voz do Taleban assumiu a autoria do crime.

"Ela estava indo ao trabalho nesta manhã. Havia duas pessoas na motocicleta. Eles atiraram nela e fugiram. Ela morreu pouco depois", disse Mark Lyth, diretor da agência humanitária Serve Afeganistão, em que a mulher trabalhava. "Só posso supor que seja parte de uma ofensiva do Taleban", disse Lyth.

As informações sobre a nacionalidade da vítima ainda são conflitantes. O Ministério das Relações Exteriores britânico informou que o nome da mulher era Gayle Williams. A embaixada britânica em Cabul disse que estava checando se Williams também tinha origem sul-africana, já que informações iniciais davam conta que ela era da África do Sul.

O corpo dela foi encaminhado a um hospital próximo. "A polícia trouxe o corpo da mulher. Os documentos que eles nos deram diziam que ela era sul-africana", disse Mohammad Omar Hadi, vice-diretor do hospital. "Nós ainda não completamos a avaliação, mas as informações iniciais dão conta que ela teve ferimentos provocados por disparos", disse.

Veja notícia completa aqui.