Pastor é sentenciado a um ano de trabalhos forçados

O pastor Zhu Baoguo, líder de uma igreja não-registrada na província de Henan, foi sentenciado a um ano de “reeducação por meio de trabalhos forçados”. Ele também foi acusado de ser o líder de um movimento de seita.

Em 12 de outubro deste ano, cinco líderes foram detidos durante uma reunião com cerca de 20 pessoas na cidade de Nanyang. O pastor Baoguo foi sentenciado a 15 dias de prisão administrativa, enquanto os demais receberam uma pena de cinco dias.

Entretanto, em 30 de outubro, dois dias depois de o pastor Baoguo ter sido libertado da prisão administrativa, ele foi sentenciado a um ano de educação por meio de trabalhos forçados, sendo acusado de liderar uma seita.

O pastor foi mandado imediatamente ao campo de trabalho. Sua família e os membros de sua igreja não têm permissão para saber onde ele está sendo mantido. De acordo com seus familiares, o pastor Baoguo sofre de problemas no coração.