Líder batista tem geladeira e fogão confiscados

No dia 14 de novembro, o líder batista Aleksandr Kerker foi notificado da intenção das autoridades de confiscar duas vacas, geladeira e um fogão a gás de sua propriedade.

Aleksandr e sua esposa têm dez filhos, seis menores de idade.

A esposa de Aleksandr diz que o confisco desses bens privaria a família de meios de se alimentar. As vacas são "nossa principal fonte de sustento", ela disse, e acrescentou que, como geladeiras e fogões a gás são "itens de necessidade", eles não poderiam ser confiscados.

Aleksandr e sua família vivem em Tayinsha, norte do Cazaquistão. Ele é membro do Conselho Batista de Igrejas, que rejeita o registro de suas congregações.

Aleksandr foi condenado duas vezes por liderar um culto sem a permissão do governo. A investigação desses "crimes" foi feita pelo Departamento de Combate ao Extremismo, Separatismo e Terrorismo, uma divisão da polícia.

Apesar de violar os direitos humanos internacionais, a atividade religiosa não-registrada é processada no Cazaquistão – embora a lei cazaque atual não proíba isso formalmente.