Ministério pede perdão em nome de casal missionário aprisionado

| 05/02/2009 - 00:00


Um grupo de direitos humanos apelou ao governo de Gâmbia, África, para que perdoasse um casal de missionários britânicos presos depois de serem condenados por motim.

O International Christian Concern (ICC) pediu que o governo absolvesse David e Fiona Fulton, que foram condenados em dezembro a um ano de trabalho forçado e multados em U$ 9.295,00 (aproximadamente R$ 21.000,00) após admitirem publicar emails com comentários contra o presidente ou o governo.

Eles têm sido missionários no país desde 1999, espalhando o Evangelho e fazendo trabalho humanitário e, David Fulton é um capelão do exército de Gâmbia. Após o veredicto, o casal escreveu uma carta ao presidente de Gâmbia se desculpando por qualquer comentário que tenha causado ofensa.

A Igreja Pentecostal Westhoughton, em Bolton é uma das igrejas que apoia financeiramente o casal em seu trabalho de evangelização no país. O pastor, Martin Speed disse ao International Christian Concern: “não existe motivo político no que eles fizeram.”

O Gerente Regional do ICC para a Africa, Jonathan Racho, declarou: “pedimos gentilmente que as autoridades do governo de Gâmbia liberte David e Fiona considerando seus esforços para ajudar os pobres e marginalizados da sociedade, além de considerar o estado de saúde do casal”.

“Gostaríamos de pedir a Vossa Excelência, Professor Alhaji Dr Yahya Jammeh, o presidente de Gambia, para aceitar a petição do casal por clemência”, solicita o documento.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE