Jovem cristã sofre maus tratos na prisão

| 11/02/2009 - 00:00


Uma jovem cristã paquistanesa acusada de blasfêmia no ano passado (saiba mais) alega que recebeu tratamento pesado da equipe da prisão durante seu tempo em Faisalabad.

Ashiyana Sandal foi presa depois de receber uma queixa de blasfêmia contra ela e seu pai, Gulsher, 55 anos, no ano passado. Agora, está presa na cadeia de Jhang. Ashiyana é acusada de rasgar páginas do alcorão, e seu pai, de incentivá-la a cometer tal sacrilégio.

Joseph Francis, o diretor nacional do centro de ajuda legal, assistência e assentamento, e coordenador do ministério paquistanês Sharing Life (compartilhando vida), visitou Ashiyana na cadeia de Jhang em 6 de fevereiro de 2009.

Ela disse aos visitantes que enfrentou momentos muito difíceis na prisão. A presidiária cristã disse que a atitude dos membros da equipe de Faisalabad foi muito dura.

“Eu fiquei sem suprimentos básicos”, disse Ashiyana para os ativistas de direitos humanos. “Fui mandada para a solitária, era uma cela escura. A superintendente da cadeia foi muito dura comigo. Ela me insultou e não providenciou minhas necessidades básicas.”

Apontando a dita apatia e indiferença por parte das autoridades na prisão, a acusada prossegue: “Os funcionários foram tão cruéis que não me deram água para tomar banho.”

Ela revelou para os visitantes que se sentiu mal depois de inalar a poeira devido a reforma da prisão. O pó e a areia causaram problemas respiratórios, mas ninguém forneceu os remédios necessários.

Ashiyana foi transferida para a prisão de Jhang há alguns dias, e agora diz que está sendo melhor tratada.

“Eu sou grata a Deus porque estou sendo melhor tratada do que era em Faisalabad. Ainda não recebi roupas quentes e cobertores, preciso de remédios para aliviar meus problemas respiratórios e também de algo para comer.

O ministério Sharing Life do Paquistão pretende apoiar Ashyana mensalmente. O senhor Joseph Francis deu dinheiro para o superintendente da prisão comprar os remédios para ela, enquanto o ministério providenciará a comida. Sohail Johnson, diretor do Sharing Life assegurou que Ashiyana receberá toda a ajuda possível.

Situação legal

A fiança de Ashiyana foi negada em 12 de dezembro de 2008. Uma audiência foi marcada para 16 de fevereiro de 2009. O pai dela, Gulsher, ainda está preso em Faisalabad.

Ashiyana e seu pai não receberam visitas de seus familiares e amigos. Os irmãos estão escondidos na casa de parentes.

Ore para que Ashiyana e seu pai sejam soltos o mais rápido possível.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE