Lei sharia será implementada nesta segunda-feira no Paquistão

| 13/03/2009 - 00:00


Falta somente a assinatura do presidente Zardari para que a lei Sharia seja implementada. Dois tribunais administrarão judicialmente Makaland, e as milícias do Talibã irão governar a região. As mulheres serão as primeiras a sofrerem, e muitas escolas para meninas serão fechadas.

O governo da província da Fronteira Noroeste do Paquistão anunciou que a sharia entrará em vigor na próxima segunda-feira em Makaland, assim que o presidente Zardari assinar a lei. De agora em diante, dois tribunais sharia adminstrarão a região: Darul Qaza e Darul-Darul Qaza. Os juízes serão nomeados pelo tribunal superior.

O acordo que possibilitou a entrada da lei sharia na área também requer que as milícias locais do Talibã, Tehreek-i-Nafaz-i-Shariat-i-Muhammadi, governe com violência em Swat.

As minorias religiosas, incluindo os cristãos, e os grupos de direitos humanos estão muito preocupados com a decisão do governo, que entrega, efetivamente, toda a região nas mãos das milícias.

As mulheres, que já são vítimas de discriminação e exclusão na sociedade, serão as primeiras a sofrer com a aplicação da sharia.

As meninas também correm o risco de perder o direito de estudar.  Desde o início da campanha militar do Talibã em 2007, 168 escolas foram atacadas, incluindo 104 escolas para meninas. Outras 400 escolas particulares podem ser fechadas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE