"Bangladesh não é um Estado islâmico", declara ministra

A ministra de Relações Exteriores, Dipu Moni, afirmou diante de jornalistas que Bangladesh é uma nação secular de maioria islâmica, e não um Estado islâmico moderado, como diplomatas ocidentais geralmente afirmam. Dipu ainda disse que o partido governante, a Liga Awami, nunca acreditou na ideia de um país islâmico moderado e democrático.

Essa afirmação foi comprovada em atos no domingo, 11 de abril, quando oito membros do grupo ilegal Jamaatul Mujahideen Bangladesh (JMB) foram presos no domingo na capital, Daca, dois dias após a celebração do Ano Novo bengalês. O JMB é uma organização radical e militante, com ideologia islâmica.
 
Na operação, o Batalhão de Ação Rápida também apreendeu materiais para a fabricação de bombas, folhetos de propaganda, livros sobre jihad, CDs e cassetes religiosos.

As autoridades suspeitam que esses militantes tinham planos de atrapalhar as comemoração de Ano Novo.

Pedidos de oração

• Interceda pelo governo de Bangladesh, para que mantenha seu combate contra grupos terroristas no país.
• Ore pelos cristãos do país, a fim de que tenham discernimento do trabalho do Senhor no país e que ajam em oração e serviço.
• Ore especialmente pelo fortalecimento dos cristãos na zona rural, onde acontecem mais incidentes de perseguição.

Com informações da Reuters