Pastor e esposa foram assassinados

A polícia encontrou o pastor Frans Koagow, 64, e sua esposa Femy Kumendong, 73, em casa, mortos, esfaqueados. O casal vivia em Manado, capital da província de Sulawesi (Celebes) do Norte, onde vive a maior parte dos cristãos da ilha.

O chefe da polícia de Malalayang, Anthony Wenno, disse que os assassinos ainda não foram identificados, mas que estavam procurando pelos dois homens que foram até a casa do pastor Koagow em uma motocicleta por volta das 7 da manhã.

A polícia também afirmou que nada foi levado da casa das vítimas, por isso, roubo ou extorsão não podem ser considerados possíveis motivos do crime.

Algumas testemunhas disseram que quando os suspeitos foram até a casa do pastor Koagow, souberam que ele não estava lá, mas em um quiosque próximo.

Os dois homens encontraram as vítimas lá e depois de fazerem uma refeição, eles acompanharam o casal até em casa e os mataram.

A tensão entre os cristãos e muçulmanos na ilha Sulawesi é grande, e nos últimos anos confrontos e violência são muito comuns.

Cristãos têm sido mortos em muitas províncias da ilha.