Três cristãos assassinados na cidade de Kirkuk

No domingo 26 de abril, três cristãos assírios foram mortos em dois incidentes separados na cidade de Kirkuk. Outros dois ficaram feridos.

No bairro residencial de Domeez, Suzan Latif David e Muna Banna David foram assassinadas. No bairro Primeiro de Junho, Yousif Shaba e seus dois filhos, Basil e Thamir, sofreram um ataque. Basil, de 17 anos, morreu; Yousif e Thamir ficaram feridos. Ambos estavam em estado crítico, mas já se recuperaram.

Os ataques aconteceram por volta das 22 horas (horário local).

Todas as vítimas são da igreja católica caldéia. O funeral aconteceu no dia 27 de abril, e nele compareceram o governador de Kirkuk, representantes de diversas áreas do governo e oficiais das forças de segurança.

Bispo Sako, que presidiu o serviço fúnebre, declarou em seu discurso que “esses ataques visaram dividir a comunidade de Kirkuk”. Ele pediu aos presentes para apoiar a polícia e outras forças de segurança na tarefa de encontrar os responsáveis pelos crimes. O governador, Abdulrahman Mustafa, censurou os ataques e pediu à população de Kirkuk para permanecer unida contra os terroristas.

Na opinião do chefe de polícia da cidade, Torhan Abdul Rahman, o objetivo do ataque foi desestabilizar Kirkuk.

O encarregado policial de Domeez, onde as duas mulheres morreram, disse que a polícia já havia prendido nove terroristas que podem ter ligações com o incidente. Um deles, proveniente de Ramadi, próximo a Bagdá, tem ligações com a al-Qaeda e admitiu ter realizado sete ataques terroristas. Segundo o encarregado, ele tem informações sobre os incidentes do domingo.

Ore para que a justiça seja feita e para que as famílias das vítimas encontrem paz e conforto no Senhor, em meio a essa dura situação.