Cristã condenada injustamente deixa a prisão

No dia 4 de março, Shen Zhuke, uma cristã acusada de protestar contra a ordem de demolição da igreja Dangshawan, foi solta após passar dois anos e sete meses na prisão (Entenda o caso).

No dia 29 de julho de 2006, o governo de Xiaoshan demoliu o templo da igreja Dangshanwan, afirmando que existiam violações de algumas das leis de construção. No entanto, a verdadeira razão para a demolição foi para impedir os membros da igreja não-registrada de se reunir. Depois da demolição, Shen Zhuke e mais sete cristãos foram presos e processados por construírem um templo de forma ilegal e forçar pessoas a resistir à implementação da lei.

Shen Zhuke foi condenada a três anos e seis meses de prisão.

A igreja ainda não recebeu permissão para reconstruir o templo. A agência ChinaAid pede para que o governo defenda a liberdade religiosa, e permita que a igreja reconstrua o templo e peça desculpas publicamente para compensar a prisão equivocada dos oito cristãos.

Shen Zhuke e sua família agradecem a todos aqueles que oraram por ela.