Autoridades derrubam templo cristão sem aviso

Uma comunidade protestante de Parung, denunciou um novo caso de discriminação de confissão na Indonésia. As autoridades locais demoliram uma igreja porque, dizem eles, não tinha permissão para ser construída. Os cristãos argumentam que tentaram diversas vezes obter uma permissão, mas não tiveram respostas; eles também disseram que a comunidade muçulmana local consentiu que o templo fosse construído.

A demolição do templo aconteceu no dia 21 de julho e foi motivada pela falta de um Izin Mendirikan Bangunan (IMB), uma concessão dada pelo governo que deve ser obtida antes da construção de qualquer edifício. Sem o IMB, as autoridades podem demolir prédios, sem distinção entre templos ou residências.

“Somos cidadãos indonésios e, perante a lei, temos os mesmos direitos que outras religiões”, diz Walman Nainggolan, da comunidade Huria Kristen Batak Protestan (HKBP), a população nativa da província ao norte de Sumatra. Os fieis relataram o incidente para a Comissão Nacional de Direitos Humanos da Indonésia, pedindo que suas reclamações sejam ouvidas e que eles recebam um novo local de culto.

A decisão do governo local é contrária até a comunidade de muçulmanos, que não se opôs à construção. “Nós recebemos apoio e solidariedade do fórum de diálogo inter-religioso”, diz Nainggolan. “As autoridades deveriam garantir um lugar fixo para culto, ao invés de demolir a igreja”.