Forças de segurança prendem mais monges ortodoxos

Fontes na Eritreia relataram a prisão de outros 11 monges da Igreja Ortodoxa Etíope (IOE). Eles foram detidos por forças de segurança no dia 5 de agosto nas cidades de Mendefera e Adi Quala.

Esses são parte do mesmo grupo detido em 21 de junho na capela de Santa Maria em Asmara. Os monges planejavam fazer uma reunião e salientar a interferência do governo nos assuntos internos da IOE.

Os nomes dos 11 monges são:
1. Teklesenbet Mehari
2. Gebru Kidane
3. Teklzgi Hagos
4. Zeremariam Gebrecristos
5. Kidanemariam Tesfaslasi
6. Zerai Kiros
7. Hiabu Genzebu
8. Zerom Frezgi
9. Hailemariam Tefamariam
10. Isak Abraha
11. Tewodros Efrem

O governo já prendeu vários monges da IOE que se defenderam publicamente o ex-patriarca Abune Antonios.

Abune Antonios foi nomeado patriarca em 2003, após a morte de Abune Yacoub. Abune Antonios foi colocado sob prisão domiciliar em 2005 e foi destituído do cargo em janeiro de 2006.

Mais de 2.800 cristãos estão detidos em prisões, delegacias, campos militares e de trabalhos forçados por conta de sua fé em Cristo.

Em maio de 2002, o governo criminalizou todas as igrejas independentes que não operam sob as estruturas religiosas ortodoxa, católica, luterana ou muçulmana.

Pedidos de oração

1. Interceda por mais esses 11 monges que foram presos. Que a graça de Deus os sustente nas difíceis condições em que se encontram.

2. Ore por Abune Antonios, que ainda vive em prisão domiciliar. Ele sofre de diabetes.

3. Interceda pelos prisioneiros cristãos na Eritreia. Que Deus supra as necessidades que têm, a despeito da horrível condição em que estão mantidos.