Muçulmanos incendeiam igreja após suposto caso de blasfêmia

| 21/09/2009 - 00:00


Após acusar um jovem cristão de rasgar o Alcorão, milhares de mulçumanos ateiam fogo numa igreja protestante na cidade de Punjab.

O ataque se deu após serem encontradas páginas rasgadas do livro sagrado mulçumano em frente a uma casa cristã. Os criminosos bloquearam o acesso à cidade e gritaram frases que remetiam a uma severa punição do “herege”.

A tensão aumentou e a polícia tentava controlar a situação. As forças de segurança pediram aos cristãos para permanecerem em suas casas, que somam 60 casas em toda a cidade.

De acordo com informações iniciais da igreja, um caso amoroso entre um jovem cristão e uma jovem mulçumana levou ao ataque. “A família muçulmana descobriu hoje o relacionamento secreto e acusou o jovem de rasgar o Alcorão. Tememos ataques a cristãos locais,” afirmou Francis Azad, cristã na região.

Este é o sétimo ataque anticristão este ano.

Há um mês, 10 católicos foram mortos em motins na cidade de Gojra e na vila próxima de Korian. Uma multidão muçulmana atacou e roubou 113 casas cristãs e destruiu quatro igrejas protestantes da região, entre os dias 30 julho e 1º de agosto.

A tensão aumentou após serem encontradas páginas com inscrições islâmicas na frente de um lar cristão em Korian. Muçulmanos acusaram a família de blasfêmia contra o Islã.

Em outro incidente, militantes muçulmanos atiraram em seis cristãos e atacaram mais sete na cidade de Quetta, Baluchistan em 28 de agosto, após ameaças do tipo “Converta-se ao Islã ou morra,” reportadas pela mídia.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE