Enfermeiro cristão de 55 anos é sequestrado

Imad Elias Abdul Karim, um enfermeiro de 55 anos, seqüestrado no dia 3 de outubro em frente sua casa no subúrbio de Mualimin, em Kirkuk, foi encontrado morto. Fontes afirmam que a polícia encontrou o corpo jogado na estrada entre o distrito, Dumez e Asra Mafqudin Wa: o mesmo lugar onde o cristão Risq Aziz e outras duas mulheres foram mortos. Em um relatório médico inicial, o corpo apresentava “sinais claros de tortura”.

Louis Sako, arcebispo de Kirkuk, apelou para as autoridades que soltassem o cristão, afirmando que “a situação dos cristãos é preocupante, pois nos últimos meses eles se tornaram alvos de ameaças, seqüestros e assassinato”. O ataque aconteceu na tarde do dia 3 de outubro, quando o grupo de três pessoas abriu fogo e feriu o homem, pai de dois filhos. Fontes afirmam que Imad Elias Abdulkarim estava indo para o seu carro quando o grupo apareceu e o sequestrou.