Cristão é preso por distribuir folhetos

| 07/10/2009 - 00:00


Um cristão egípcio, que ficou preso ilegalmente durante quatro dias no Cairo por entregar folhetos cristãos, foi solto.

Abdel Kamel, 61, foi preso no dia 23 de setembro no centro do Cairo por distribuir cópias de panfletos cristãos. Quando o prenderam, a polícia disse para Abdel que era “ilegal” oferecer informações religiosas em vias públicas. Quando Abdel reagiu, dizendo que os muçulmanos normalmente entregam literatura islâmica, mas a polícia disse que era “mais ilegal” para os cristãos. Abdel não estava com seu documento de identidade.

Nabil Ghobreyal, um advogado que trabalhou para ganhar o caso de Abdel, disse que não nenhuma lei no Egito que proíba a distribuição de material religioso.

A polícia prendeu Abdel, o colocou na viatura e confiscou os panfletos. Então, as autoridades o levaram para a delegacia para interrogatório. Enquanto estava sob custódia, Abdel conta que continuou algemado durante horas, foi jogado no chão, cuspido e ameaçado violentamente.

Abdel disse que não foi torturado, mas quando pedimos para que ele dissesse como foi tratado, ele chorou copiosamente.

“Eu amo meu povo. Eu amo o Egito, e sinto que meu ministério é direcionado para as pessoas e o país que eu amo”, disse Abdel.

As autoridades mantiveram Abdel preso durante quatro dias, sem permitir que ele visse sua família ou advogado. Ele disse que os oficiais entregaram alimentos, remédios e algumas mensagens por escrito.

Depois de um certo período, Abdel foi transferido para a prisão de Al Minya, onde foi interrogado novamente. A polícia deixou claro que não queria liberar Abdel, mas o fizeram porque estavam preocupados com a repercussão do fato na mídia.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE