Dois irmãos cristãos foram encontrados mortos em Mosul

| 10/12/2009 - 00:00


Na noite de ontem, a polícia encontrou os corpos de dois irmãos cristãos em Mosul, ao norte de Bagdá. Os dois foram mortos com tiros na cabeça. Enquanto isso, na capital, muitas suposições sobre a responsabilidade dos ataques de 8 de dezembro, que mataram 127 pessoas, chegaram da al Qaeda. Um oficial de polícia também aponta Damascus e Riyadh como tendo “financiado” os criminosos.

As forças de segurança em Mosul confirmaram o assassinato dos dois irmãos de Batnaya, um vilarejo cristão. Na manhã de ontem, os dois foram até a área industrial de Mosul, para consertar o seu caminhão. A polícia encontrou os corpos ontem à noite. Ambos foram mortos com tiros na cabeça. O crime foi uma execução. As suspeitas recaem sobre extremistas sunitas, que já haviam atacado a comunidade cristã anteriormente.

Em uma declaração publicada em sites jihadistas, o Estado Islâmico do Iraque, uma célula local da al Qaeda, alega ser responsável pelo ataque de oito de dezembro, que matou 127 pessoas e feriu outras 500. Os fundamentalistas prometeram mais ataques se o governo não aplicar a sharia (lei islâmica) em todo o país.

No entanto, um oficial da polícia na capital acusou Damascus e Riyadh de “cumplicidade” na violência. O general Jihad al-Jabiri, diretor geral das forças de segurança, disse que “isso requer muito dinheiro, que viria da Síria e Arábia Saudita” e os governos dos dois países “estavam cientes disso”. Ele acrescenta que os ataques foram feitos com explosivos “estrangeiros”.

Os criminosos eram integrantes do antigo partido Baath , de Saddam Hussein, com a colaboração da al Qaeda e com “a ajuda dos países vizinhos”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE