Dois irmãos cristãos foram encontrados mortos em Mosul

| 10/12/2009 - 00:00


Na noite de ontem, a polícia encontrou os corpos de dois irmãos cristãos em Mosul, ao norte de Bagdá. Os dois foram mortos com tiros na cabeça. Enquanto isso, na capital, muitas suposições sobre a responsabilidade dos ataques de 8 de dezembro, que mataram 127 pessoas, chegaram da al Qaeda. Um oficial de polícia também aponta Damascus e Riyadh como tendo “financiado” os criminosos.

As forças de segurança em Mosul confirmaram o assassinato dos dois irmãos de Batnaya, um vilarejo cristão. Na manhã de ontem, os dois foram até a área industrial de Mosul, para consertar o seu caminhão. A polícia encontrou os corpos ontem à noite. Ambos foram mortos com tiros na cabeça. O crime foi uma execução. As suspeitas recaem sobre extremistas sunitas, que já haviam atacado a comunidade cristã anteriormente.

Em uma declaração publicada em sites jihadistas, o Estado Islâmico do Iraque, uma célula local da al Qaeda, alega ser responsável pelo ataque de oito de dezembro, que matou 127 pessoas e feriu outras 500. Os fundamentalistas prometeram mais ataques se o governo não aplicar a sharia (lei islâmica) em todo o país.

No entanto, um oficial da polícia na capital acusou Damascus e Riyadh de “cumplicidade” na violência. O general Jihad al-Jabiri, diretor geral das forças de segurança, disse que “isso requer muito dinheiro, que viria da Síria e Arábia Saudita” e os governos dos dois países “estavam cientes disso”. Ele acrescenta que os ataques foram feitos com explosivos “estrangeiros”.

Os criminosos eram integrantes do antigo partido Baath , de Saddam Hussein, com a colaboração da al Qaeda e com “a ajuda dos países vizinhos”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2023 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco