Ataques a igrejas podem ser ameaças para a celebração do Natal

Duas bombas explodiram essa manhã em Mosul, na igreja de Saint George e de Saint Thomas. Até agora, sabe-se de três vítimas fatais – um cristão e dois muçulmanos – e muitos feridos. Louis Sako, arcebispo de Kirkuk, falou sobre “uma mensagem perturbadora” devido às comemorações, mantendo a tensão e o medo de futuros ataques no norte do Iraque.

Fontes em Mosul confirmam que a “situação dos cristãos continua a piorar, já que as construções e obras realizadas pelos cristãos têm sido alvo dos ataques de terroristas. As duas igrejas atingidas eram construções históricas, de grande valor cultural.”

Louis Sako acredita que esses ataques são outra mensagem por causa das celebrações de Natal. Essas ameaças “continuam a influenciar a comunidade cristã”, que espera pela “paz” mas é vítima de violência. “A mensagem de paz e esperança anunciada pelos anjos, continuam sendo nosso desejo para o Natal em todo o país”.