Jovem cristão é perseguido por seus irmãos

| 23/02/2010 - 00:00


Em primeiro lugar ele foi abordado com ofertas de dinheiro, casa e esposas, feitas pelo Imam local, mas então, foi agredido e ameaçado de morte por seus irmãos. Essa é a história de Riaz Masih, 26, um cristão de Kallur Kot, uma cidade de Punjab, que é culpado de não se converter ao islamismo.

Os pais de Riaz Masih, cristão, morreram quando ele era jovem. Ele, juntamente com seus irmãos e irmãs, cresceu sob a liderança de Moulvi Peer-Akram Ullah, o imam local. O líder muçulmano tentou convertê-lo ao islamismo, sem sucesso.

No dia 8 de fevereiro, Masih contou que sua casa em Kallur Kot foi invadida. “Eles me ameaçaram, dizendo que eu havia chegado a um beco sem saída: conversão ao islã ou morte”. De acordo com a história relatada pelo jovem, seus irmãos o perseguiram dizendo que “matar um infiel não é pecado”, e entra na questão de “plenos direitos em nome do Deus Todo-Poderoso”.

Anteriormente, o imam Akram-Ullah e seus irmãos haviam oferecido um milhão de rúpias (cerca de US$ 12.000), uma esposa e a casa de sua escolha para ele abraçar a religião de Maomé. Pelos mesmo métodos, o líder muçulmano havia convencido seus irmãos a se converteram e aceitar a visão fundamentalista do islã. Mas o jovem cristão nunca se entregou.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE