Suspeita de ataque contra igrejas batistas e ortodoxas na Rússia

| 16/02/2004 - 00:00


Duas grandes explosões, que estouraram no interior de uma casa de oração na manhã do dia 13 de janeiro, foram planejadas, segundo os pastores batistas Viktor Orlov e Aleksandr Lakhtikov.

Falando ao Forum18 NewsService no dia 5 de fevereiro no prédio - localizado na cidade de Tula (cerca de 120km do sul de Moscou) - os pastores acrescentram, entretanto, que eles não sabem a identidade dos conspiradores. Dois membros da igreja receberam sérias queimaduras no incidente.

O pastor Lakhtikov explicou ao Forum18 que vários dias antes da explosão o vigia da igreja ouviu um barulho vindo do porão e quando foi averiguar, se deparou com a porta do porão escancarada. Um pouco antes da primeira explosão, mais ou menos 3:15h, disse ele, o vigia ouviu um objeto caindo no chão no porão que estava arrombado. O pastor acha que isso foi um container de um gás explosivo, que poderia ter sido acionado por um aparelho. Minutos depois das explosões, a brigada de incêndio chegou à igreja, disse ele, seguido pela polícia e por um oficial local da polícia. O oficial perguntou aos representantes da igreja se eles tinham feito qualquer trabalho de encanamento de fornecimento de gás no prédio - sendo que eles não tinham feito - e imediatamente identificou um listra negra no encanamento como a causa de um vazamento de gás.

O pastor disse ao Forum18 que as 6:00h da manhã - menos de três horas depois das explosões - o fato já estava nos boletins do canal de televisão estatal ORT com cobertura nacional. Citado no jornal local Sloboda no dia 15 de janeiro, o chefe da polícia da cidade de Tula, Nikolai Rodinkov disse que as primeiras hipóteses estão relacionadas com gás - presumimos que havia um vazamento de gás, depois que ocorreram as explosões. No dia 14 de janeiro outro jornal local de Tula, Molodoi Komunar, publicou uma fotografia de uma lata de gás na igreja depois de ter sido removido, expondo um grande buraco em seu centro.

Os pastores batistas, entretanto, argumentam que a lata deveria estar aberta devido a um calor muito intenso e a pressão das explosões ocorrendo do lado de fora, já que a lata toda teria sido destruída se o gás tivesse explodido pelo lado de dentro.

O pastor Lakhtikov também ressaltou ao Forum18 que a autoridade responsável pelo sistema de gás da cidade de Tula chegou aproximadamente às 8:00h da manhã no dia das explosões e estabeleceu que não havia provas de gás doméstico dentro de um raio de 50 metros da igreja - mesmo que indícios de gás geralmente permanecem no ar por até quatro dias depois de uma explosão causada por um gás doméstico. Nenhum dos três fornos a gás da igreja foi danificado no incidente, acrescentou o pastor.

Os membros da igreja acreditam que a escolha do momento da explosão - na véspera de uma série de reuniões e uma conferência de líderes da União Internacional de Igrejas Batistas - é suspeito. Se alguém só queria destruir a propriedade, eles não precisariam destruir na véspera de uma grande conferência, observou o pastor Lakhtikov. Dois dias de reunião com a liderança estava previsto para começar as oito da manhã do mesmo dia das explosões, seguido por uma conferência de evangelização com cerca de quatrocentos membros. De acordo com o pastor Orlov, teria sido fácil descobrir que tais reuniões estavam para acontecer.

Originalmente formada em 1961, a União Internacional das Igrejas Batistas adere a um rígido princípio de separação de igreja e Estado, de maneira que nenhuma das suas atuais 3.705 congregações espalhadas na antiga União Soviética está registrada. O pastor Lakthikov disse ao Forum18 que oficiais da polícia fazem visitas regulares à igreja de Tula - uma das maiores da União - na tentativa de fazer com que ela seja registrada, no entanto isso não é obrigatório na Rússia de acordo com a sua lei de 1997. A lei diz que a igreja e o Estado são separados e que a lei também fala sobre liberdade de consciência, mas não querem colaborar, observou ele. Eles querem que a nossa igreja seja registrada, pois eles querem que estejamos sob total controle do Estado.

Nos anos recentes os membros da igreja de Tula foram multados ou detidos por até 15 dias caso fizessem evangelismo público, ele acrescentou, sendo que em janeiro de 2004 eles finalmente sairam frustrados em sua tentativa de recuperar duas propriedades que estavam confiscadas na década de sessenta e setenta pelas autoridades soviéticas pois foram usadas para abrigar reuniões de louvores.

Ataque à Igreja Ortodoxa

No dia 10 de fevereiro o Forum18 falou com padres de duas igrejas em Moscou em Tula que sofreram ataques de incediários em outubro e novembro do ano passado. Nos dois incidentes, a porta da igreja foi posta em chamas com cerca de 10 litros de gasolina e de querosene. Tanto o Frei Sergi como o Frei Viktor acham que os dois focos de incêndio foram tramados pelas mesmas pessoas, e o Viktor especulou que eles eram satanistas ao invés de serem simplesmente vândalos: Eles usaram uma lata de gasolina - o que custa muito dinheiro. Enquanto que ele não queria associar ortodoxos com batistas, Frei Viktor também notou a explosão inexplicável na casa de oração, e descreveu as duas e o crime incendiário como conectados à mesma rede.

O pastor Aleksandr Lakhtikov, entretanto, descartou a possbilidade da explosão ter sido planejada tanto por satanistas ou vândalos: especialistas trabalharam com essa possibilidade. Ele acrescentou que isso era difícil de saber se foi um incidente ou não planejado por locais.

No dia 11 de fevereiro telefonemas de oficiais regionais negociando com organizações religosas não foram atendidos. Quando o Forum18 descreveu a explosão por um pesquisador político baseado em Moscou bastante familiar com a situação na região de Tula no dia 10 de fevereiro, ele disse não haver nenhum grupo criminal na área interessada em tais assuntos. Enquanto que oficiais comunistas locais poderiam se simpatizar, eles certamente não organizariam um incidente, disse ele, e a polícia local não se dedicaria em qualquer tipo de atividade indepedente. Conseqüentemente, todas as variantes locais são muito fracas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE