"Traidor por ser cristão?"

| 16/02/2004 - 00:00


Um oficial do governo da cidade de Neftchala prometeu ajudar a igreja batista local a por um fim na perseguição que eles têm sofrido pela polícia local, no Azerbaidjão. Os líderes batistas disseram ao Forum18 que Telman Aliev, pastor desde maio de 2003, está sendo regularmente abusado e ameaçado pela polícia local em suas visitas à cidade para pregar. Mas Alatin Rzayev, auxiliar do chefe da autoridade executiva do distrito de Neftchala, disse ao Forum18 no dia 12 de fevereiro que ele está determinado em resolver esses problemas. Nós iremos intimar os policiais e interrogá-los o motivo de eles agirem de tal forma com essa igreja, declarou ele. Eles não deveriam passar por tais dificuldades.

Ilya Zenchenko, chefe da União Batista no Azerbaidjão, relatou que o deputado chefe da polícia de Neftchala, Gorkhmas Asadov, tem regularmente intimado, ameaçado e insultado Aliev, mais recentemente no início desse mês. Ele ameaçou expulsá-lo da cidade e proibi-lo de visitar e insultou-o como traidor por Ter adotado o cristianismo, disse ao Forum18 Zenchenko em Baku - capital do país, no dia 12 de fevereiro. As autoridades estão impondo pressão sistemática na congregação e em Aliev. Eles querem desmoralizá-lo e impedi-lo de pregar nas igrejas da cidade.

Zenchenko relembrou que quando ele visitava a igreja em Neftchala para dirigir o culto de Domingo com Aliev no dia 28 de dezembro, Asadov e o policial local Arif apareceram durante o culto. Foi bom eu ter estado lá, caso contrário eles teriam interrompido o culto, declarou ele. Asadov falou comigo educadamente. Zenchenko disse que por duas vezes antes daquele culto e pelo menos duas vezes após, Aliev recebeu ameaças de policiais.

Entretanto, Asadov nega essas ameaças à Aliev e à igreja. Não existem problemas. Não houve ameaças, afirmando ao Forum18 no dia 12 de fevereiro. Deixe Telman Aliev dirigir sua igreja, contanto que esta seja registrada. Deixe que eles registrem o local das reuniões para continuarem suas atividades. Eu expliquei à ele quais documentos são necessários para obter o registro. Asadov assumiu que sem o registro, a atividade dessa igreja irá ser considerada ilegal de acordo com a lei da religião (no entanto essa lei não impõe o registro obrigatório que, em qualquer caso, seria ilegal sob os compromissos internacionais de direitos humanos desse país).

Rzayev também mantém que a igreja precisa se registrar para continuar atuando. Eles não precisam de registro para se reunirem mas precisam de registro para continuar a funcionar. Essa é a razão pelo qual exigimos até mesmo que os muçulmanos se registrem. Eu não sou um especialista nisso - temos um departamento especial que cobre atividades, políticas, sociais e religiosas. Também temos oficiais do Comitê de Obra com Organizações Religiosas que todo mês querem saber de nós quantas comunidades não registradas estão atuando.

A igreja batista de Neftchala possui cerca de quinze senhoras, de acordo com Zenchenko. Queremos registrar a congregação, insistiu ele.

Em todo o Azerbaidjão a igreja batista enfrenta dificuldades de obter o registro junto ao Comitê do Estado, que tem sido responsável de receber os registros pelos últimos três anos. Somente três de suas congregações (em Baku, Sumgait e Gyanja) conseguiram obter o registro.

No ano passado um tabelião em Aliabad, região norte do distrito de Zakatala, disse aos batistas que eles não registrariam suas assinaturas no formulário já que ele não permitiria uma igreja batista existir legalmente na sua região. A congregação de Aliabad tem tentado obter o registro em vão por mais de uma década. A congregação está podendo se reunir sem muitos problemas no atual momento, a polícia tem estado ocupada com outras coisas ultimamente, de acordo com Zenchenko. Mas agora eles terão que começar o processo de ir atrás do registro novamente.

O Comitê ainda continua a ignorar o formulário para o registro da igreja Amor Eterno, que é uma congregação batista do idioma Azeri na capital Baku. O presidente do Comitê Rafik Aliev tinha fechado a igreja por ordem do tribunal em abril do ano retrasado depois de alegar que o pastor, Sari Mirzoyev, tinha insultado o islamismo. Mirzoyev ficou proibido de pregar e ficou sujeito à uma severa campanha da mídia. Primeiro o presidente estava de férias, depois ele estava no Irã a serviço, e agora Aliev deve estar morto, disse Zenchenko ao Forum18.

Há sempre uma desculpa para não entregar o formulário. Existem outras congregações que também gostariam de obter o registro, mas isso é uma questão de tempo e paciência.

Zenchenko nem pode registrar sua congregação como uma entidade separada. A União fez uma reunião no dia 25 de outubro do ano passado e enviou a aplicação. Depois de vários meses sem acontecer nada, no início desse mês Rafik Aliev escreveu à Zenchenko uma carta de duas páginas exigindo mudanças no estatuto da União fazendo outras recomendações também. Ele tem frequentemente protestado que Zenchenko fale a favor de todas as congregações batistas do país, alegando que cada uma deveria fazer sua própria recomendação.

Contatado por telefone no dia 14 de fevereiro, Zemfira Rzayeva, chefe do departamento de registro do Comitê, negou a responder às perguntas do Forum18 a respeito das dificuldades dos batistas em obter o registro. Eu passei a informação antes que fosse distorcida, declarou Zemfira. Ela negou a especificar qual informação distorcida o Forum18 tinha publicado e posto no telefone.

Ainda em relação aos problemas de registros e ameaças em Neftchala, Zenchenko diz que outras congregações menores foram ameaçadas pela polícia local em Kurasi - norte do país - e na vila de Ititala em Balakan, noroeste do país. Eles estão tentando força-los a abandonarem a fé cristã.

O Comitê, que pela lei cumpre a obrigação anterior à censura exigida de todos os religiosos alfabetizados, não permitiu que a congregação batista de Sumgait importasse 50.000 cópias do novo testamento em Azeri. Rafik Aliev inicialmente respondeu dizendo que poderiam importar somente 2.000 cópias, concessão que os batistas rejeitaram. Quando a congregação batista de Baku pediu para importar os restantes 48.000 novos testamentos, Aliev respondeu no dia 25 de dezembro dizendo que seu comitê já tinha aprovado a importação de 2.000 cópias o que era suficiente para todo mundo. Foi um péssimo presente de natal para nós, disse Zenchenko ao Forum18. Ele disse que mais ou menos vinte congregações rurais da igreja serão esmorecidas pela falta de alimento espiritual por causa da proibição da parte das autoridades.

Zenchenko respondeu de volta à Rafik no início de janeiro pedindo novamente a permissão e também uma explicação baseada na lei do por que das importações serem negadas. Pedi à ele uma explicação por que ele está limitando o número de importações se a Bíblia é permitida no país.

Os batistas também estão desapontados com as recentes observações de Aliev feitas na televisão que a igreja central em Baku, confiscada pela autoridades comunistas, não irá ser devolvida devendo ser transformada em um museu. Zenchenko relacionou isso com os planos de tornar a mesquita Juma em um museu de carpetes, crendo que isso pode ser uma tentativa de diminuir a comunidade muçulmana liderada pelo imam Ilgar Ibrahimoglu Allahverdiev que se encontra detido. Os batistas têm estado proeminentes na solidariedade para com Ilgar, ressaltando que sua prisão testifica as intenções das autoridades em restringir a liberdade religiosa não somente dos batistas mas também de todas as outras crenças existentes no Azerbaidjão.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE