Conflitos entre cristãos e muçulmanos afetam região

Três mortos e cinco feridos. Essa é o resultado da violência que teve início durante o fim de semana, entre dois grupos de jovens cristãos e muçulmanos em Ambon, capital de Maluku.  A polícia interferiu para acalmar a situação, e o chefe de segurança tentou apaziguar os dois lados. No passado, as ilhas moluccas foram cenário de conflitos sectários que deixaram centenas mortos, e destruíram igrejas e mesquitas.

Fontes locais contam que a violência é resultado do conflito latente entre cristãos e muçulmanos, que o tratado de paz assinado em 2002 não conseguiu resolver, mas a causa exata ainda é desconhecida. Os incidentes tiveram início por volta da 1h30, entre os vilarejos de Batu Merah Dalam e Batu Merah Kampung. As forças de segurança identificaram apenas uma vítima até agora, Arman Syukur, 21 anos. Entre os feridos também estão um soldado e um policial.

As autoridades aumentaram a pressão sobre os grupos, para impedir maiores ataques.

Entre agosto de 1999 e 2001, houve uma guerra sangrenta entre cristãos e muçulmanos nas ilhas Moluccas. Os dois grupos estão em números equivalentes na área.