Cristãos iraquianos encontram refúgio no Tennessee

Um grupo de refugiados tem encontrado lar no leste do estado norte-americano de Tennessee.

Os católicos caldeus iraquianos fugiram de seu país de origem evitando a perseguição, pois sofriam tortura e até assassinato por causa de sua fé.

Há uma estimativa de 150.000 católicos caldeus iraquianos nos Estados Unidos, incluindo mais de 100 no Tennessee.

Ibrahim, um bispo americano que tem educado a fé dos cristãos de sua diocese, afirma que "normalmente, eles acreditam que todos os iraquianos são muçulmanos, mas não, somos cristãos desde o princípio, antes de o Islã existir, os cristãos estavam lá."

Junto do bispo estão os membros da recém-formada organização chamada “Iraqi Christians in Need” (“Cristãos Iraquianos Necessitados", em inglês, ICIN).

"O fundamento da nossa organização é sensibilizar as pessoas para o que está acontecendo com os cristãos no Iraque", disse Susan Dakak, membro do conselho da ICIN.

Ela ainda complementa que "o fato de poder dizer que há cristãos no Iraque é simplesmente inacreditável. Para os americanos soa estranho dizer dessa existência cristã iraquiana, mas caso não tenham um constante lembrete de que há cristãos no Iraque, não haverá mobilização para ajudá-los”, conclui.