Sociedade Bíblica é impedida de importar Bíblias

Na audiência de janeiro, e em sua ausência, a contadora da Sociedade Bíblica do Uzbequistão, Natalya Pitirimova, foi multada por violar os procedimentos sobre a importação de dois carregamentos de Bíblias e Bíblias infantis, em 2008 e 2010.

O Comitê de Assuntos Religiosos do Estado, que realiza a rigorosa censura no Uzbequistão de toda a literatura religiosa, tem-se recusado a liberar Bíblias, apesar dos apelos sucessivos de igrejas cristãs.

O juiz Dilshod Suleymanov também ordenou que a Sociedade Bíblica enviasse de volta para a Rússia o material - totalizando cerca de 15.000 exemplares - às próprias custas.

O juiz informou à agência Forum 18 News Service que a "Sociedade Bíblica não fez os pedidosao Comitê de Assuntos Religiosos no prazo, alegando que as igrejas no Uzbequistão precisavam da literatura. Portanto, como o tempo passou, esse procedimento violou os procedimentos da alfândega."

Funcionários do Ministério da Justiça disseram à Sociedade Bíblica que "não há necessidade de importação de Bíblias, já que no país há uma versão eletrônica na internet."