Underground participa da VINACC

"Eu era convencida sobre o Evangelho. Aos 18 anos, percebi que não tinha Jesus em meu coração. Descobri que tinha me acostumado a orar, já que tinha nascido em um lar cristão. Uma certa noite, estava no meu quarto orando e comecei a chorar. Dessa vez eu estava diferente e entendi que naquele momento eu entreguei minha vida, meus passos e meus sonhos a Jesus." Foi com seu testemunho pessoal que a coordenadora do Underground, Samanta Pimentel (Samy), iniciou a participação da Portas Abertas na Tenda Teen, no sábado, durante a 13ª. Vinacc (Visão Nacional para a Consciência Cristã). A Vinacc acontece até dia 08 no Parque do Povo, na cidade de Campina Grande, na Paraíba.

Falando para cerca de mil adolescentes e jovens, Samy compartilhou sobre sua trajetória até chegar à Portas Abertas. "Fui fruto de um acampamento do Underground e minha vida foi totalmente transformada após essa participação", relembra ela. A partir daí, tomou a decisão de falar com todo cristão que conhecia sobre a realidade da Igreja Perseguida.

A situação dos cristãos presos em conteineres na Eritreia foi um dos exemplos citados pela coordenadora. O fato era desconhecido pela grande maioria do público. A experiência com a viagem a China também foi compartilhada. O vídeo "A fé vigorosa de uma criança" foi apresentado e ao término da projeção, jovens e adolescentes aplaudiram, surpresos com o que acabaram de assistir.

As coordenadoras do Underground, Samy e Dani, desafiaram os presentes a saírem de seus lugares para reafirmarem seu compromisso com o Senhor, para estarem dispostos a servir em diferentes lugares e para sustentar a Igreja Perseguida em oração. Após o término, muitos deles foram até o estande da Portas Abertas para ter mais informações.

NIGÉRIA

No domingo, o Underground voltou a ocupar a Tenda Teen, dessa vez para compartilhar sobre a viagem que as coordenadoras fizeram a Nigéria, em setembro do ano passado.

Muitos testemunhos de cristãos nigerianos foram apresentados, todos relatando a grande opressão, perseguição e sofrimento que enfrentam naquele país. "É impressionante ver o sorriso estampado no rosto deles e o quão fiel a Jesus eles permanecem em seus vilarejos", alegra-se Samy. "Visitar aqueles cristãos tem um significado especial. Poder abraçá-los é uma grande e infinita prova de nosso amor e mais do que isso: eles têm a certeza de que não estão sozinhos."

A campanha "Walk in their shoes" não ficou de fora da Vinacc. O cadarço de cor verde limão foi bastante procurado para compra no estande. Amanhã, último dia da Vinacc, a Portas Abertas encerra sua participação com o seminário "O que acontece quando um muçulmano se converte?", a partir das 9h30. A entrada é franca.