Polícia retira acusações contra cristão acusado de blasfêmia

| 20/04/2011 - 00:00


Um cristão paquistanês, que havia sido acusado de blasfêmia em um incidente que muitos acreditaram ser falso, foi solto.

Arif Masih, pai de quatro filhos, foi acusado de ter cometido blasfêmia, por ter, supostamente, rasgado páginas do Alcorão, devido a uma disputa de terras com um muçulmano de seu vilarejo em Faisalabad.

A Fundação Masih, organização voltada à proteção dos necessitados, se envolveu imediatamente com o caso, e entrou em contato com as pessoas relacionadas à acusação. A fundação também auxiliou a família do cristão, que estava escondida desde que Arif foi preso.

Agora, chegam as boas notícias de que a polícia retirou as acusações contra Arif Masih, e ele foi solto e escoltado até um local que não foi divulgado por questões de segurança.

Haroon Barkat Masih, diretor da Fundação, afirma: “Conseguimos 50 depoimentos, a maior parte de muçulmanos, que garantiam que Arif Masih era inocente. Isso demonstrou que ele vivia na vizinhança de maneira pacífica”.

“Além desses depoimentos, a Fundação Masih também assegurou que a pressão internacional fosse constante, diretamente com as autoridades do governo de Punjab”.

Saiba mais sobre o caso de Arif Masih.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE