Igreja chinesa sofre grande perseguição

| 21/06/2011 - 00:00


No último fim de semana, a polícia chinesa prendeu 16 membros da igreja doméstica de Shouwang, em Pequim, colocando mais alguns sob prisão domiciliar. Isso aconteceu porque as autoridades do governo chinês querem “admoestar” os membros das igrejas domésticas, de acordo com um comunicado emitido ontem pelos líderes da igreja.

A polícia também mantém presos, num porão, três cristãos que tinham ido visitar os membros da igreja detidos, disse o comunicado.

Eles também disseram que os oficiais do governo foram contra a igreja de Shouwang nas últimas duas semanas, com o intuito de “disciplinar” e “admoestar” os membros da igreja e tentar filiar a igreja de Shouwang às igrejas do Estado.

Houve uma série de despejos das instalações alugadas, além de lhes ser negado o acesso às propriedades, compradas há um ano. Por isso a igreja de Shouwang decidiu se reunir na praça pública para suas reuniões semanais.

Confrontos aos domingos têm se tornado constantes, uma vez que os membros da igreja protestam, de forma pacífica, contra o fato de não poderem ter um local fixo para reuniões. Detenções e prisões estão sendo frequentes entre os membros e líderes da igreja de Shouwang.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE