Ore por cristãos de origem budista na China

Seguir a Jesus é considerado uma traição ao patriotismo chinês

Portas Abertas • 27 abr 2023


Nos templos, há banners vinculando patriotismo e budismo

Nos templos, há banners vinculando patriotismo e budismo

Apesar do senso comum afirmar que a China estima construir um Estado sem religião, em regiões autônomas do Tibete, Sudoeste do país, é comum ver templos budistas. Muitos devotos frequentam o local para girar a “roda de orações”, um grande cilindro que é empurrado pelas pessoas enquanto meditam e oram.  

 

Roda de oração budista


Segundo o budismo, essa prática gera méritos, ou seja, quanto mais orações budistas são recitadas, mais abençoadas as pessoas serão e muitos chineses seguem essa prática fielmente. Xiu (pseudônimo), uma parceira da Portas Abertas visitou um desses templos e registrou algumas fotos.
 


Ela conta que “mensagens patrióticas podem ser vistas por todos os lados e através dos ensinos budistas. Há um poster com os 12 valores do socialismo na China que combina caracteres do mandarim como ‘prosperidade, ‘democracia’, civilidade’, ‘dedicação’ e ‘integridade’ e ‘amizade’”.
 


Além desses banners sobre patriotismo, há pôsteres dizendo: “Ame seu país e a religião. Obedeça a lei e siga os princípios budistas”. Ou seja, há um vínculo direto entre amar a nação e seguir o budismo.
 


A pressão sobre
cristãos que deixam o budismo para seguir a Jesus é desafiadora. As mensagens no templo encorajam o sentimento de traição à pátria e desconexão. Ore por nossos irmãos perseguidos pressionados na China. 


Pedidos de oração
 

  • Ore para que mais chineses conheçam o amor e salvação de Jesus através dos cristãos locais.  
  • Peça ao Senhor que conceda sabedoria aos líderes cristãos para incentivar a igreja a permanecer em Cristo com coragem e discernimento.  
  • Interceda pela segurança e paz de espírito dos cristãos de origem budista.  

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2023 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco