País vive um momento delicado

| 12/04/2016 - 00:00


12-CAR-vpa

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, 12 pessoas foram mortas em aldeias da República Centro-Africana, por um grupo de homens armados. O ataque ocorreu perto da cidade de Bambari, próximo ao rio Ouaka. De acordo com as autoridades locais, o motivo do crime ainda não foi esclarecido, mas eles não acreditam que tenha sido por motivos políticos, comunitários ou religiosos, que tanto abalam o país. A Reuters também informou que mais de 200 pessoas foram sequestradas, só esse ano, pelo LRA – Lord’s Resistance Army (Exército de Resistência do Senhor), um grupo rebelde que também opera no norte de Uganda, Sudão e Congo.

""Essa é uma pequena amostra do que o presidente cristão Touadéra enfrenta depois de vencer as eleições presidenciais. O colapso do Estado e a instabilidade dos últimos anos criou uma situação em que os homens armados e grupos militantes estão praticamente livres para atacar a população. A menos que o novo governo, com a ajuda da comunidade internacional, consiga afirmar sua autoridade, e impor a lei e a ordem, a situação pode deteriorar-se e os conflitos religiosos e étnicos dos últimos anos poderiam reaparecer"", comenta um dos analistas de perseguição. A República Centro-Africana é o 26º país da Classificação da Perseguição Religiosa e está vivendo um momento complicado de uma forma geral, mas para os cristãos, a violência é dobrada. Interceda por eles.

A meta do grupo é estabelecer a democracia multipartidária. Tudo indica que seus militantes pratiquem o ""culto à personalidade"" de seu líder Joseph Kony, um ""profeta"" auto-declarado que ficou muito conhecido na África pela violação dos direitos humanos, incluindo assassinatos, sequestros, mutilação, escravidão sexual de crianças, entre outros crimes. O LRA afirma estar lutando para estabelecer um Estado que será governado pelos ""10 Mandamentos"", em Uganda. A atuação deles em outros países inclui principalmente o sequestro para que eles possam aumentar seu exército de escravos.

Leia também
Presidente cristão tem uma missão de paz
Cristãos se recuperam aos poucos do último ataque
Extremistas islâmicos estão em todos os cantos do país


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco