Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte completa 75 anos

Veja como o Partido Comunista surgiu e as consequências dele na vida dos cristãos norte-coreanos

| 10/10/2020 - 06:00

Professoras preparam as crianças para apresentações em comemoração ao aniversário do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte

Professoras preparam as crianças para apresentações em comemoração ao aniversário do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte


[Atualizado em 13/10/20 às 12h09]

Hoje, o Partido dos Trabalhadores da Coreia completa 75 anos. Por isso, o governo da Coreia do Norte planejou uma grande celebração para a data, com apresentações musicais em escolas, universidades, fábricas e locais públicos. Além disso, a população também assistiu a filmes sobre a história da família Kim na defesa do país contra o imperialismo. Neste ano, aconteceu também um desfile militar em Pyongyang, mas os especialistas estavam preocupados por causa da aglomeração em tempos de COVID-19.

Durante o discurso em comemoração aos 75 anos do Partido, o ditador Kim Jong-un chorou e pediu desculpas pela liderança no país. Além das sanções internacionais, os desastres naturais e a pandemia da COVID-19, chamada de doença fantasma pelos norte-coreanos, afetou diretamente a população. De acordo com o jornal sul-coreano, Korea Times, o líder disse: “Nosso povo depositou confiança, tão alta quanto o céu e tão profunda quanto o mar, em mim, mas não consegui sempre viver de acordo com isso de forma satisfatória. Eu realmente sinto muito por isso”.  

Como surgiu o Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte?

O único partido político do país é liderado pelo atual ditador Kim Jong-un, mas esteve sob a direção dos outros membros da família Kim: Kim Jong-il e Kim Il-sung. Na época do surgimento do grupo, havia dois outros, o Partido Social-Democrata Cristão da Coreia e o Partido Liberal Cristão da Coreia, estabelecidos por pastores e ativistas cristãos. Mas ambos foram dissolvidos em 1948, quando Kim Il-sung se tornou o líder da Coreia do Norte.

Quais os princípios do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte?

O grupo comunista que governa o território tem uma carta em que declara que o Kimilsunglim-Kimjongilismo é a única ideologia orientadora do partido. Isso indica que o sistema teórico-ideológico usado para liderar o país foi criado pelos dois ditadores Kim Il-sung e Kim Jong-il. Por isso, há obediência e submissão à família Kim, documentada em Dez Princípios para o Estabelecimento de um Sistema Ideológico Monolítico. Confira.

  1. Devemos dar tudo de nós na luta para unificar toda a sociedade com a ideologia revolucionária do grande líder Kim Il-sung.
  2. Devemos honrar o camarada grande líder Kim Il-sung com toda a nossa lealdade.
  3. Devemos tornar absoluta a autoridade do camarada Kim Il-sung, o grande líder.
  4. Devemos fazer da ideologia revolucionária do camarada Kim Il-sung a nossa fé e fazer de suas instruções o nosso credo.
  5. Devemos aderir estritamente ao princípio da obediência incondicional ao seguir as instruções do camarada grande líder Kim Il-sung.
  6. Devemos fortalecer a ideologia, a força de vontade e a unidade revolucionária de todo o partido, centrando-nos no camarada grande líder Kim Il-sung.
  7. Devemos aprender com o camarada grande líder Kim Il-sung e adotar a aparência comunista, método de trabalho revolucionário e estilo de trabalho orientado para as pessoas.
  8. Devemos valorizar a vida política que nos foi dada pelo camarada grande líder Kim Il-sung e retribuir lealmente sua grande confiança política e consideração com elevada consciência e habilidade política.
  9. Devemos estabelecer fortes regulamentos organizacionais para que todo o partido, nação e militares se movam como um só sob a liderança do camarada grande líder Kim Il-sung.
  10. Devemos transmitir a grande conquista da revolução do camarada grande líder Kim Il-sung, de geração em geração, herdando-a e completando-a até o fim.

Qual o impacto dos 75 anos do Partido dos Trabalhadores na vida dos cristãos norte-coreanos?

O único partido da Coreia do Norte controla toda a sociedade e se coloca como responsável por suprir as necessidades dos filhos da pátria. Porém, se alguém ousa questionar ou não obedecer a alguma decisão, as consequências são desde prisão até morte. Os cristãos norte-coreanos não adoram os líderes e têm os princípios bíblicos como inegociáveis, logo são vistos como inimigos do regime. Por isso, nestes 75 anos de dominação, muitos seguidores de Jesus foram mortos em nome da manutenção da ideologia. Tanto que o país é o número 1 na Lista Mundial da Perseguição desde 2002.

Socorra um cristão norte-coreano

Neste cenário, muitos cristãos fogem para países como China e Coreia do Sul, em busca de melhores condições de vida. Assim, a Portas Abertas tem apoiado os cristãos norte-coreanos nas necessidades básicas como moradia e alimentação, e também com cuidado emocional e discipulado. Ore e contribua para que esse trabalho continue!


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE