Pastor tanzaniano é ameaçado por realizar funeral cristão

| 16/12/2014 - 00:00


16_Tanzania_0270001121

O pastor Musa Mizaza, da Igreja Anglicana Muhunga no Distrito Kasulu de Kigoma, Tanzânia, já havia começado os preparativos para o funeral da cristã Jenitha George, quando os muçulmanos locais chegaram e exigiram um funeral islâmico.

Musa seguiu em frente com sua decisão, o que causou um motim. Mesmo depois de terminado o funeral, os cristãos locais dizem que o assunto continuou a ser um ponto de discussão entre eles e os muçulmanos, até ser levado à mesquita local. A partir daí, Musa começou a receber advertências e ameaças de morte.

A tensão cresceu tanto que o governador, Gervas Bunyiga, realizou uma reunião com os líderes religiosos locais para discutir o assunto. Durante a reunião, foi decidido que as normas da religião professada por qualquer pessoa falecida seria observada durante o seu funeral.

No entanto, um ancião muçulmano proeminente no local, Sheikh Yasin Dyomba resistiu com firmeza à decisão. Ele exigiu que a lei sharia fosse observada em todos os funerais. Sua resistência levou a um aumento nas ameaças contra Musa e sua família. Um jornal cristão local nacional publicou um artigo sobre o incidente e ameaças subsequentes. As ameaças abertas cessaram, mas Musa continua preocupado com a sua segurança e a de sua família.

Pedidos de Oração
• Peça ao Senhor que proteja o pastor Musa.
• Ore para que Deus conceda graça e coragem aos cristãos, mas que humildemente eles sejam capazes de continuar a mostrar o amor de nosso Senhor Jesus a todos os muçulmanos no país.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE