Pastores evangélicos são novos alvos dos cartéis mexicanos

| 17/12/2014 - 00:00


17_Mexico_0280100093.jpg

Um comunicado conjunto foi divulgado pela Conferência Episcopal do México e da Fraternidade das Igrejas Evangélicas mexicanas. Padres e pastores viraram alvos de sequestros para fim de extorsão. O preço do resgate é exigido do alto clero e dos dirigentes das igrejas evangélicas.

Além disso, os cartéis exigem uma “taxa de permissão” (igual ao pizzo que a Cosa Nostra cobra dos empresários italianos na Sicília) para cultos e missas. Sem o pagamento (preço da extorsão), nada de celebrações. E os fiéis que enfrentam a proibição acabam por deixar as igrejas debaixo de intenso tiroteio.

O comunicado conjunto cita casos concretos. Na província de Michoacan, por exemplo, os cartéis exigiram dinheiro para permitir a realização de uma tradicional festa religiosa. Em Tamaulipas, as missas foram suspensas para evitar promessas de ataques contra sacerdotes e fiéis.

A perseguição a cristãos no México tem aumentado muito, devido à guerra contra o tráfico de drogas. Só nesse ano, um plano de combate às drogas do governo mexicano deixou mais de 28 mil mortos. Mais de 70% das vítimas não tinham nenhuma ligação com o tráfico de drogas ou outra atividade criminosa e, desses, grande parte era cristã.

Ore pela Igreja Perseguida no México.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco