Pedido de proteção para cristãos perseguidos na Índia é adiado

A Suprema Corte indiana disse que a petição por proteção aos cristãos não é urgente

| 10/05/2022 - 08:00

O ano de 2021 foi “mais violento para cristãos na Índia” de acordo com o Forum United Christian

O ano de 2021 foi “mais violento para cristãos na Índia” de acordo com o Forum United Christian


O arcebispo de Bangalore, doutor Peter Machado, junto ao Fórum de Solidariedade Nacional e a Comunidade Evangélica da Índia, enviou para a Suprema Corte, no dia 4 de março, uma petição judicial por medidas de proteção aos cristãos. Na lei indiana, essa petição é uma solicitação a um tribunal superior que orienta o tribunal inferior e as autoridades.

No entanto, a petição para adiantar a audiência foi recusada em 26 de abril. “Sem data. Não há urgência. Nada acontecerá, os céus não cairão”, disse o chefe de justiça da Índia. O tribunal da Índia enfrenta um acúmulo de casos e essa solicitação não é uma prioridade. 

No pedido, os requerentes pedem à Suprema Corte, entre outras solicitações, a criação de uma “equipe de investigação para registrar crimes e processar os grupos responsáveis pelos ataques aos cristãos”. Também solicitam “providenciar proteção policial aos cristãos que estão sob ameaça de ataque por multidões violentas”, e “identificar e processar grupos políticos e sociais responsáveis por violência contra cristãos”.

Altos níveis de violência 


O número de casos de agressão a cristãos na Índia aumentou nitidamente nos últimos anos, 2021 foi o “ano mais violento para cristãos na Índia” de acordo com o Forum United Christian. Ele afirma que 486 casos de violência contra cristãos foram reportados em 2021, um aumento de 75% em comparação com 2020. Contudo, como denunciar um crime na Índia é um desafio, o número atual deve ser maior.
 

“Nos últimos meses, mais estados na Índia adotaram leis anticonversão, totalizando 11 estados com essas leis. A falta de definição apropriada de crimes como fraude, incitação e difamação, faz com que elas sejam oportunas para abusos”, disse um porta-voz da Portas Abertas no começo deste ano.

“Além disso, o fardo de provar está completamente sobre a pessoa acusada. Essas leis passaram a ser usadas por vigilantes das minorias para atacá-las e por grupos marginalizados que podem agir impunemente”, ele diz.

A Índia é o 10º país na Lista Mundial da Perseguição (LMP), que apresenta os 50 países com maior perseguição aos cristãos. Ambos os níveis de violência e pressão em todas as esferas da vida são altos ou extremos segundo dados coletados pela pesquisa da Portas Abertas. 


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE