Presidente do Chade morre após confrontos com rebeldes

Após três décadas no poder, líder não resiste aos ferimentos durante conflitos

| 20/04/2021 - 16:30

Idriss Déby foi para a linha de frente das batalhas para visitar as tropas que lutavam contra rebeldes no Chade (foto: Reuters)

Idriss Déby foi para a linha de frente das batalhas para visitar as tropas que lutavam contra rebeldes no Chade (foto: Reuters)


O presidente Idriss Déby, de 68 anos, faleceu após confrontos com rebeldes no Norte do Chade no final de semana. O anúncio da morte veio um dia após o resultado das eleições, que dariam a Déby o sexto mandato. Após o falecimento do líder, o governo e o parlamento foram dissolvidos, um toque de recolher foi implementado e as fronteiras do país foram fechadas.

O presidente passou mais de três décadas no poder e era um dos líderes mais antigos da África. Ele era oficial do exército e chegou ao poder em 1990, através de uma revolta armada. Déby foi um aliado da França e outras potências ocidentais na batalha contra grupos jihadistas na região do Sahel na África.

Déby "respirou sua última defesa da nação soberana no campo de batalha", disse um general do exército na televisão estatal na terça-feira. Ele tinha ido para a linha de frente dos conflitos no fim de semana para visitar tropas que lutam contra rebeldes pertencentes a um grupo chamado Fact (Frente para a Mudança no Chade).

Um conselho militar liderado pelo filho de Déby, um general de 37 anos, vai governar pelos próximos 18 meses. Mahamat Idriss Déby Itno liderará o conselho, mas as novas eleições serão realizadas assim que o período de transição acabar, garantiu uma declaração do exército. Antes da eleição de 11 de abril, o presidente fez campanha com base em argumentos de trabalhar na promoção de paz e segurança para a região.

Pedidos de oração

  • Ore pela família de Déby, para que Deus traga conforto e consolo diante da perda do líder.
  • Peça por paz para o Chade, para que os confrontos armados cessem e a paz de Cristo esteja com toda a população.
  • Interceda pelos cristãos no país e peça para que sejam usados por Jesus para propagar o evangelho em meio ao cenário atual.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE