Pressão a cristãos da África Subsaariana aumenta durante Ramadã

A situação fica ainda mais delicada para os seguidores de Jesus que vivem em áreas de maioria muçulmana

| 19/04/2022 - 16:30

A onda de radicalismo ao redor do mundo também afeta os cristãos que vivem na África Subsaariana

A onda de radicalismo ao redor do mundo também afeta os cristãos que vivem na África Subsaariana


O Ramadã é um mês santo observado pelos islâmicos por meio de jejum, oração, reflexão e em comunidade. Um colaborador de campo explicou: “Esse é um período para muçulmanos mostrarem quem são e tentarem impressionar os outros com as coisas que os unem. Eles também tentam atrair muitos para a religião por meio de atos de generosidade. Embora a virtude deva ser uma forma de vida, esses atos vêm com força intencional durante o Ramadã”.

Esse também é um tempo com aumento da pressão aos cristãos em todo o continente africano, principalmente para os que vivem como minoria em áreas dominadas por muçulmanos. A onda de radicalismo ao redor do mundo também afeta a África Subsaariana, onde cada vez mais pregadores radicais avançam em áreas como o Sahel, a bacia do Lago Chade, o Chifre da África e a costa Suaíli. Isso resulta no desgaste da coesão social e religiosa que tradicionalmente existia entre muçulmanos e cristãos.


Uma das prioridades da Portas Abertas é cuidar daqueles que se achegaram à fé em Cristo. Embora esse grupo também inclua os que vieram de religiões de origem africana ou outros grupos, a maior parte veio do islamismo.


Preparando a igreja

Os programas da Portas Abertas na África Subsaariana buscam preparar a igreja para alcançar muçulmanos com o evangelho, além de ajudar cristãos a oferecer discipulado apropriado, oferecer ajuda prática e emocional frente a perseguição, oferecer apoio às comunidades de cristãos secretos e ajudá-los a encontrar sua identidade em Cristo.


Ministrar para cristãos ex-muçulmanos durante o Ramadã é diferente de acordo com a área. Em alguns lugares, apresentamos programas especiais para minimizar o isolamento que sentem. Em outros, parceiros conduzem treinamento especial e encontros para encorajamento dos cristãos. Eles os encorajam até mesmo a compartilhar o evangelho, com cuidado e sabedoria, com membros da comunidade.


Entretanto, também há lugares onde cristãos precisam se esconder, já que não se sentem seguros para ter comunhão. Ore para que o Senhor, por meio do seu Espírito, atraia muçulmanos para si. Interceda também para que ele conceda força, coragem e conforto aos seus filhos por todo o continente, já que eles podem se tornar mais um alvo e enfrentar a solidão durante o Ramadã.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE