Pressão e violência como fonte de perseguição

Esses dois elementos são os principais no aumento da perseguição religiosa no Quirguistão

| 27/07/2018 - 00:00

Cristãos quirguiz são perseguidos quando familiares e comunidade descobrem nova fé (Foto representativa)

Cristãos quirguiz são perseguidos quando familiares e comunidade descobrem nova fé (Foto representativa)


O Quirguistão é um país que não faz parte da Lista Mundial de Perseguição 2018, mas que apresenta um aumento considerável de perseguição no último ano. Os dois fatores principais são pressão e violência. Há no país leis que afetam todos os cristãos, como a proibição dos jovens com menos de 18 anos trabalharem e a exigência inviável de coletar 200 assinaturas para a igreja obter um registro oficial.

Porém a maior pressão ainda é feita por família, amigos e comunidade sobre novos cristãos ex-muçulmanos. Mila*, uma quirguiz cristã ex-muçulmana, é líder de uma das igrejas na cidade dela. Os pais e irmãos são muçulmanos. Por causa da fé e ministério cristão, o irmão de Mila bateu nela severamente. Devido a essa situação, uma das mulheres da igreja da capital foi visitá-la, para passarem um tempo juntas e tentar ajudá-la na recuperação emocional e espiritual.

Apesar de todas as dificuldades, Mila está retornando ao trabalho no ministério. Além disso, ela continua sendo fiel e mantendo a confiança somente em Deus. Ore por essa cristã corajosa, para que sua fé seja sempre fortalecida. Apresentar também questões como segurança e a recuperação completa.

*Nome alterado por segurança.

Leia também
O desafio ao realizar cerimônias cristãs em funerais
Igreja no Quirguistão é ameaçada de fechamento
Igreja queimada no Quirguistão passa por reforma


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE