Retrospectiva 2020: provisão de Deus marca a Igreja Perseguida

Confira os principais acontecimentos do ano e veja como o Senhor foi presente em todo momento

O ano de 2020 marcou toda a humanidade com a pandemia da COVID-19. Até agora, mais de 1,7 milhões de pessoas morreram por causa da doença, e outras milhares foram afetadas pelas consequências da pandemia como a crise econômica, o desemprego e a fome. Entretanto, foi nesse momento mais difícil, que os cristãos de todo o mundo se uniram para amparar os irmãos mais necessitados. Boa parte deles vive em nos países da Lista Mundial da Perseguição 2020, e já enfrentavam hostilidade por causa da fé em Jesus. Relembre conosco, os principais fatos que aconteceram nos últimos 12 meses.

Pastor sequestrado pelo Boko Haram é morto

Em três de janeiro, o pastor Lawan Andimi foi sequestrado pelo Boko Haram na Nigéria. Alguns dias depois, os extremistas noticiaram a decapitação do líder cristão, que também era diretor sênior da Associação Cristã da Nigéria (CAN, da sigla em inglês), da Área Governamental Local de Michika e secretário do Conselho da Igreja Distrital de Brethren, no estado de Adamawa.

Covid-19 atinge 25 países da África Subsaariana

A chegada da COVID-19 em nações como África do Sul, Senegal, Burkina Faso, Ruanda, Camarões, Etiópia e Somália preocuparam a Organização Mundial da Saúde (OMS). Com sistemas de saúde insuficientes para tratar surtos de malária e ebola, a população não teria chance de lutar contra o coronavírus.

Cristãos libertados de prisão no Irã 

Após ser atingido pela pandemia de COVID-19, o Irã libertou 85 mil detentos por receio de que as instalações insalubres das prisões fossem locais de fácil propagação do coronavírus. Alguns réus que tinham penas menores por participação em igrejas domésticas foram soltos e não precisaram retornar para cumprir o restante das sentenças.

Ciclone Amphan atinge Índia e Bangladesh durante quarentena

Enquanto enfrentavam a COVID-19, mais de 400 mil indianos e 1,5 milhão de bengaleses tiveram que deixar as casas e irem para abrigos, por causa do ciclone tropical Amphan. Nesses refúgios, os desabrigados não tinham como ficar isolados para evitar a disseminação do coronavírus. Mais tarde, alguns cristãos tiveram ajuda para reconstruir as próprias casas.

Cristãos ex-muçulmanos crescem na fé mesmo isolados

A comunhão entre os cristãos em países da Península Árabica tornou-se ainda mais difícil com as medidas de isolamento impostas pelos governos locais. Entretanto, cristãos como Nagi foram impactados pela mensagem da cruz propagada pela internet, rádio e TV. O trabalho remoto precisa de todo o cuidado, para não revelar as identidades dos cristãos desnecessariamente.

Governo turco transforma Hagia Sophia em mesquita

A transformação da antiga igreja cristã em mesquita novamente foi apenas uma das medidas do governo turco que deseja que o país seja novamente um califado. Juntamente com essa ação, mais de 100 cristãos estrangeiros, que já moravam há anos no país, tiveram negadas as autorizações de entrada na Turquia.

Caso de sumiço de casal cristão é reaberto na Malásia

Após a entrega de novas provas à Comissão de Direitos Humanos da Malásia (Suhakam), o caso do desaparecimento do pastor Joshua Hilmy e da esposa Ruth Sitepu foi reaberto. Entre as novas provas estão certificados, fotografias e cópias de e-mails, que continham ameaças ao líder cristão caso não parasse as atividades religiosas.

Islã deixa de ser religião oficial do Sudão

Após 30 anos sob a sharia (conjunto de leis islâmicas) o governo de transição do Sudão removeu o islã como a religião oficial do país. A legislação muçulmana contribuiu para fechar e demolir igrejas e perseguir e prender líderes cristãos. A igreja global se alegrou com a notícia porque as orações de irmãos e irmãs foram atendidas.

Live Solidária #UmComEles reúne artistas e parceiros em prol da Igreja Perseguida

No Brasil, com o objetivo de intensificar a ajuda aos irmãos e irmãs mais atingidos pela pandemia, a Portas Abertas, juntamente com pastores, músicos e artistas cristãos, sob a direção artística de Paulo César Baruk, promoveu a Live Solidária da Igreja Perseguida #UmComEles.

Igrejas na Argélia são mantidas fechadas

As igrejas na Argélia foram obrigadas a fechar as portas em março por causa da COVID-19. Mas em agosto, com a abertura das mesquitas, as autoridades mantiveram os locais de culto cristãos sem autorização para funcionar. Essa ação faz parte da perseguição do Estado às igrejas cristãs que já dura desde 2018. Confira o vídeo que preparamos sobre 2020 e a ação de Deus.

Atingidos, mas não abalados

Graças ao socorro de irmãos e irmãs ao redor do mundo, a Igreja Perseguida se manteve firme em Cristo e pôde testemunhar o amor de Deus mesmo na pandemia. Ainda há tempo de orar e contribuir para o fortalecimento da fé dos cristãos perseguidos. Doe agora e seja um canal da provisão de Deus.