Sempre trabalhando pela Igreja Perseguida

| 01/05/2017 - 00:00


02Mai_India_0430106029_FB_IG

A história da Portas Abertas no Brasil começou no dia 1º de maio de 1978, quando o jovem holandês, Anne van der Bijl, conhecido por todos como Irmão André, abriu um escritório na casa de Elmira Pasquini, com a ajuda de alguns cristãos. Primeiro, Elmira soube do trabalho do Irmão André através do livro O Contrabandista de Deus, em 1970, quando decidiu abrir as portas de sua própria casa. E, depois de 39 anos, houve muita mudança e crescimento na organização, mas o grande e principal motivo de sua existência continua sendo o mesmo: fortalecer a igreja onde há perseguição aos cristãos.

Nunca se falou tanto sobre esse tema como em nossos dias. Cada vez mais as notícias chegam através da mídia apresentando a dura realidade para a igreja que está espalhada pelo mundo. Há mais de 60 países onde os cristãos não são livres para pregar o evangelho ou adorar a Deus, e ainda enfrentam tortura, prisão e morte por causa da fé. Pensando neles já há 39 anos, a igreja no Brasil está cada vez mais engajada em conscientizar mais cristãos sobre a realidade da Igreja Perseguida.

Para isso, a Portas Abertas tem visitado igrejas de todas as regiões do país, contando também com a colaboração de correspondentes internacionais, cristãos perseguidos vindos do campo para dar seus testemunhos, além da preciosa participação de todos os parceiros que sustentam tantos projetos e trabalhos. A Portas Abertas no Brasil está em constante crescimento, graças ao apoio de cristãos que querem se unir à Igreja Perseguida.

Hoje é um dia de festa para todos nós que estamos envolvidos nessa missão. Temos vários motivos para comemorar e também muito trabalho pela frente. Junte-se a nós!


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE