Shockwave: 1150 grupos geraram uma onda de oração

Durante o final de semana do Shockwave, joelhos dobrados e lágrimas marcaram os jovens que se colocaram no lugar dos cristãos perseguidos

| 24/09/2018 - 00:00

A você que participou do Shockwave 2018, nosso muito obrigado!

A você que participou do Shockwave 2018, nosso muito obrigado!


“O Shockwave 2018 nos rendeu lágrimas pelas histórias, joelhos dobrados em oração e encorajou a cada um que esteve presente a servir os irmãos perseguidos com amor. Superou nossas expectativas” – assim Larissa Alves, de Mairiporã/SP, descreve os momentos que passou no evento com seu grupo. É com muita gratidão e alegria que pudemos ver os jovens da igreja brasileira se envolvendo com a Igreja Perseguida neste fim de semana do Shockwave. Foram 1150 grupos em todo o Brasil que se mobilizaram e separaram um tempo para se dedicar à oração pelos cristãos perseguidos do Oriente Médio, Norte da África e Ásia Central. E isso em um estilo bem jovem, com muita criatividade e descontração.

Somos a Igreja

Jovens de Boa Vista/RR compartilham que se reuniram “em um momento de oração e conversa sobre nossos irmãos que vivem em condições muito difíceis simplesmente por professarem sua fé em Cristo”. Em Jundiaí/SP, um grupo fez 12 horas de oração e louvor. “A beleza é facilmente associada à juventude. Mas nesta sexta-feira, 21, jovens de diversas igrejas de Palmas se reuniram para provar que a beleza verdadeira está em um coração sensível a Deus, intercessor dos que são perseguidos por amor ao nome de Jesus”, expressa participante do Shockwave em Palmas/TO.

O pessoal de Alfenas/MG também mostrou seu envolvimento: “Depois da palavra, levantamos um clamor pela nossa família perseguida, reconhecendo que se parte do corpo está sendo afligido, todos também estão sendo, porque é responsabilidade nossa, sim. E após os cultos, alguns estandes estavam montados para que tivéssemos o privilégio de conhecer tantas histórias de jovens cristãos perseguidos que não abrem mão da sua fé. Escrevemos cartas, nos comprometemos a orar e lemos testemunhos”, compartilharam nas redes sociais.

“Independentemente da limitação geográfica, o corpo de Cristo é um só”

Anderson França, de 16 anos, que participou pela primeira vez do Shockwave na tarde de sábado, disse que pôde aprender sobre a Igreja Perseguida e que gostou das dinâmicas para mostrar essa realidade. “Foi algo divertido e que representou a união de jovens e adolescentes para orar pelos cristãos perseguidos”, comenta. “Foram momentos de, juntos, conhecermos e vivermos o ponto de vista de irmãos que estão em realidades diferentes da nossa; os impactando, ainda que de longe, através da oração”, é o que compartilha Luiz Henrique de Souza, de São Paulo/SP.

Louvamos a Deus por essa oportunidade que ele nos dá de servimos à Igreja Perseguida, engajando a juventude brasileira nessa onda de oração. Para Leandro Carvalho, do Rio de Janeiro/RJ, participar do Shockwave foi impactante. “Oramos pela Igreja Perseguida e por pessoas específicas que não conhecíamos mas que fazem parte do mesmo corpo que nós, o corpo de Cristo. Outro momento muito marcante foi quando escrevemos uma carta e fizemos um desenho para um cristão perseguido, uma palavra de ânimo e encorajamento. Independentemente da limitação geográfica, o corpo de Cristo é um só”, conclui.

Assista ao vídeo de agradecimento e encerramento do Shockwave 2018

Leve uma Bíblia à Ásia Central
Além de orar por nossos irmãos, você tem também a oportunidade de mostrar de forma prática seu amor e apoio em relação a eles. Faça parte do crescimento da igreja onde ela é tão oprimida. Encoraje um jovem da Ásia Central enviando uma Bíblia. Eles têm fome da palavra e precisam ser alimentados. Seja um com eles!


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE