Uma vida dedicada a Deus e à sua obra

cl_html_page.jpg

Na carta aos colossenses, Paulo expõe a necessidade de termos uma vida cujo caráter é baseado na vida e no testemunho do próprio Jesus Cristo. Ele expõe a excelência da pessoa de Cristo e sua obra enquanto esteve entre nós. Como conhecedores do evangelho e coparticipantes da missão de Deus, podemos encontrar muitos valores nessa carta. Nesta breve reflexão, vamos observar as características que devemos expressar no ministério que Deus nos confiou.

No capítulo 1 versículo 28, lemos: "Nós o proclamamos, advertindo e ensinando a cada um com toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo". O exemplo que temos através da vida de Paulo é de dedicação, comprometimento, zelo pela verdade; confiança plena em Deus através do sacrifício de Jesus Cristo; e uma busca consistente por uma vida que glorificasse a Deus.

Nos dias de hoje, podemos identificar essas características da vida de Paulo em nossos irmãos da Igreja Perseguida através dos muitos pastores que têm dedicado suas vidas ao ministério. É através dessa entrega que Cristo tem sido conhecido no meio onde vivem, e as pessoas ao redor deles têm recebido a salvação. As mesmas características também são vistas entre as viúvas que não desistem da fé e encorajam tantas outras a permanecerem firmes como elas. Até mesmo as crianças, que perderam seus pais, possuem uma fé alicerçada em Jesus Cristo. Os cristãos perseguidos, não importa gênero e idade, têm convicção de que o bem maior que possuem é Jesus; por essa razão têm esperança e testemunham com determinação e alegria.

Que essas características, que devemos expressar em nosso ministério pessoal, sejam realidade em nossas vidas todos os dias, não como algo pesado e penoso, mas sim com gratidão, como privilégio por fazermos parte da realização dos sonhos de Deus. Tudo o que temos e fazemos deve ser para a glória de Deus. Que chorar e se alegrar com a Igreja Perseguida façam parte da nossa vida. E que servir os cristãos perseguidos seja o ministério de todos nós!

Necessidade de mais Correspondentes Locais

Existem milhões e milhões de cristãos brasileiros que nunca ouviram falar dos cristãos perseguidos. Isso significa que nós precisamos de muitos Correspondentes Locais para encorajar e mobilizar a Igreja Livre a fazer algo em prol da Igreja Perseguida.
Ajude-nos a engajar mais correspondentes locais. Indique amigos pelo e-mail
correspondentes@portasabertas.org.br e incentive parceiros para se tornarem CLs. Seu apoio é fundamental para que possamos ter muitos outros representantes em sua região.


Tatiana Vasconcelos
Assistente de relacionamento do programa de Correspondentes Locais