O Senhor sabe como cuidar dos seus

| 15/03/2006 - 00:00


Não é segredo que Gaza é um lugar difícil para se viver. Além da pobreza, do desemprego, do ódio contra os judeus e entre os próprios palestinos, a recente vitória do Hamas nas eleições teve como conseqüência sérios conflitos armados entre as facções palestinas do Hamas e do Fatah.

Em meio a essa tragédia humana, o caos e a esmagadora maioria islâmica há um pequeno rebanho do Bom Pastor. Portas Abertas tem contato com um cristão árabe que se defronta com muitos perigos vivendo em Gaza. Por favor, ore por esse irmão que, com freqüência, abre as portas para ajudar "ovelhas nascidas de novo provenientes de outros rebanhos". Leia a seguir um pouco de sua experiência com outros irmãos árabes.

Qual é a situação da Igreja na Palestina?
Há muitos cristãos que vêm de outras religiões. Mas, nós não os apresentamos uns aos outros. Todos eles têm receio de ser descoberto por pessoas das outras religiões, o que pode ser muito perigoso.

Sendo assim, como os irmãos se reúnem?
É Deus que tem planejado o encontro entre eles. Um dia um cristão foi à minha casa e, no mesmo momento, recebi a visita de outro irmão recém-convertido.

Eles se encontraram em minha casa e descobriram que eram vizinhos. O mais interessante é que eles já se conheciam antes: até tinham freqüentado juntos a escola.

Esses cristãos ficaram maravilhados por descobrir que agora também são irmãos em Cristo, no rebanho do Grande Pastor.

Esse encontro foi totalmente inesperado. Se eu soubesse, teria impedido que acontecesse, mas aconteceu. E nem teria dado certo se tivéssemos planejado. Mas, por ter sido o Senhor, funcionou de forma maravilhosa. Louvado seja o Senhor!

Que outras dificuldades os convertidos enfrentam?
Os recém-convertidos têm que enfrentar as tradições da família e da sociedade, que são muito rígidas. Um cristão recém-convertido está com problemas por não querer se casar com uma prima que não segue a Jesus. Ele foi expulso de casa, desprezado e surrado. Ele tem sofrido muito.

E como eles reagem ao sofrimento?
Mais uma vez, é o Senhor que os sustenta. Ele sabe como cuidar dos seus. Há poucos dias, esse irmão de quem falei estava arrasado, e não havia nenhum outro cristão por perto para ficar com ele. Ele estava sentado sozinho em um parque, quando foi abordado por um homem com um grande sorriso. O homem acenou para ele e foi embora bem devagar. Contudo, depois de o homem ir embora, nosso irmão começou a procurá-lo. Ele viu então que o homem tinha desaparecido do nada. Esse cristão  acredita que foi visitado por um anjo.


Como é o contato entre os cristãos árabes e os judeus?
Há pouco tempo, quando cheguei de viagem em Jerusalém, encontrei um rabino judeu, bastante agradável, no aeroporto. Ele me disse que havia lido dois terços do Novo Testamento e, por isso, tinha muitas perguntas. Então ele me convidou para ir à sua casa.

Eu nunca tinha ido à casa de um judeu ortodoxo, por isso tive receio de aceitar seu convite. Mas, como vinha orando para que Deus abençoasse os judeus, vi isso como uma resposta de minha oração.

Fui à casa dele e conheci seu filho e seu sobrinho. Conversei com ele e fiquei muito impressionado com seu conhecimento bíblico. Depois de um tempo, ele chegou a dizer que gostaria de ir comigo a um culto na igreja e gravar uma canção "cristã-judaica" comigo, já que ele é compositor e também cantor.

Esses irmãos precisam de oração. Aquele nosso irmão que foi expulso de casa está passando por momentos difíceis e precisa de nossas orações. Por favor, orem também pelo rabino, para que seja tocado de forma verdadeira por Deus.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco