Uma carta com destino aos pastores da Europa

| 02/10/2015 - 00:00


Com saudações em Cristo, um pastor do Oriente Médio escreve aos pastores da Europa: “Nós, cristãos, estamos vivendo um período muito crítico, em que muitos refugiados se espalham por diversos países do mundo, e observamos que esta é uma oportunidade de ouro para vocês, pastores europeus. Vocês podem ganhar ou perder essa chance. As famílias que chegam até vocês estão feridas e necessitadas, mas nós sabemos que a recepção calorosa do amor cristão pode mudar toda a perspectiva delas, e inclusive suas crenças aos deuses mortos.

Eles estão fugindo da tirania de uma religião que estabeleceu valores rígidos para seus destinos e eles nunca foram autorizados a questionar isso. Essa é a chance deles também. Irmãos, é hora de agir! É hora de lutar com as armas certas e o único sangue que eles terão que conhecer, será o sangue de Jesus. Eles são carentes de oração, fé, evangelização, ajuda social e amor. Eles precisam ter os olhos abertos e precisam ser libertos. Agora vocês não precisam mais enviar missionários, eles estão à sua porta.

É tempo de construir sólidos relacionamentos com eles, de família em família e não mais em grandes grupos. Deixe-os ver a verdadeira face do cristianismo e faça-os sentir como é bom poder adorar a Deus em espírito, com a liberdade do ocidente.  Mas eles não devem ver as igrejas mornas. O número deles agora é bem pequeno, mas vai crescer. E eles não têm para quem pregar o islã nessas terras. Observem também que em suas famílias, eles possuem seis ou sete filhos, portanto, vocês vão precisar do ministério infantil. Preparem-se!

Eles não são nossos inimigos, são nossos irmãos queridos, com os hábitos do Oriente Médio e são muito generosos, misericordiosos com os pobres e muito emotivos. Por amor, cuidem deles antes que eles abracem o islã. E lembrem-se das palavras de Jesus, no livro de Mateus 25.42-43: ‘Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber;
fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’. Deus está enviando famintos até vocês, ofereçam-lhes do alimento espiritual, em abundância, e derrubem as barreiras culturais e sociais. Abram os olhos deles antes que seja tarde demais. Que oportunidade maravilhosa vocês estão recebendo de Deus. No amor de Cristo.

Um pastor sobrecarregado do Oriente Médio”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE