Você quer receber uma cristã perseguida em sua igreja?

| 09/03/2017 - 00:00


09-correspondente-internacional-esther

Esther é uma cristã vietnamita que conhece muito bem a realidade de viver em um país comunista, onde o governo faz de tudo para que a igreja não cresça. Todo tipo de atividade religiosa é controlada por lá. “Desde 1975, igrejas são fechadas e pastores são presos, por isso, muitos se reúnem em pequenos grupos secretamente para não chamarem a atenção das autoridades. Pagamos um alto preço por seguir o cristianismo”, ela conta.

Seu marido é filho de um líder cristão que enfrentou a prisão. A igreja que ele dirigia foi atacada, os fiéis foram violentados e toda a família foi expulsa da pequena casa que ficava no complexo da igreja. “Seu pai ficou preso durante seis anos”, disse Esther que continua: “A igreja era muita fraca, mas quando a perseguição chegou, as pessoas começaram a lutar pela sua fé”, disse.

Entre as maiores lições que a Igreja Perseguida pode ensinar à igreja brasileira, algumas se destacam. “O povo de Deus precisa experimentar uma nova vida, a cura e a libertação; temos que ‘nascer de novo’ para então suportar a perseguição e devemos ser fortes; as pessoas precisam ir à igreja não por entretenimento, mas em busca de Jesus; e quando a perseguição chega, descobrimos o verdadeiro significado da vida, porque na perseguição milagres acontecem e o Senhor nos livra das mãos daqueles que querem prejudicar a Igreja”, ela compartilha.

Abra as portas da sua igreja para receber os cristãos perseguidos. A agenda de Esther está disponível para as igrejas que ficam próximas a Fortaleza e Maceió. Reserve uma data agora mesmo entrando em contato pelo e-mail semfonteiras@portasabertas.org.br ou pelo telefone (11) 2348-3330.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE