Governo afirma não saber quem são os responsáveis por mortes de cristã