No Iraque, algumas crianças cristãs simplesmente “não existem”