Ataque a universidade em Garissa completa 6 anos

Fred, um dos sobreviventes do atentado, compartilha sobre como podemos ser um com a Igreja Perseguida por meio das orações

| 02/04/2021 - 06:00

Fred fala sobre o poder da oração e pede que a igreja continue orando por encorajamento

Fred fala sobre o poder da oração e pede que a igreja continue orando por encorajamento


Há exatos 6 anos, na época a apenas três dias da Páscoa, 147 estudantes cristãos da Universidade de Garissa, no Quênia, foram mortos por militantes islâmicos do grupo Al-Shabaab no ataque mais mortal já ocorrido em solo queniano. A universidade tinha cerca de 800 alunos, dos quais mais de 500 não eram muçulmanos. Cerca de 250 estudantes participavam dos encontros da União Cristã, que reunia os alunos para adoração, estudo da Bíblia e desenvolvimento de liderança. No ataque, muçulmanos foram poupados, mas todos os cristãos presentes no encontro de oração matinal e outros escondidos em seus quartos foram mortos.

Fred foi um dos sobreviventes do ataque. De acordo com o jovem, uma noite antes do ataque alunos cristãos foram conduzidos a orar por suas vidas. Era como se Deus estivesse preparando o seu povo. No dia do ataque, Fred acordou com o barulho dos tiros. Ao tentar sair, percebeu que a universidade estava cercada. Ele voltou, se escondeu embaixo da cama e clamou ao Senhor, pedindo por sua vida. Dois terroristas chegaram a entrar no quarto, mas saíram sem perceber que Fred estava ali. Para o rapaz, o momento mais difícil foi sair, após a chegada do exército, e ver os corpos daqueles que morreram apenas por serem cristãos. Confira um pouco de nossa conversa com ele. 

PA: Depois do ataque, como foi o trabalhar de Deus no processo de cura?

Fred: Tem sido bom, apesar da dor e das memórias. Como humano, não posso fazer nada, mas as orações me trazem conforto. Agora consigo lembrar, aprender e agradecer ao Senhor por tudo. Além disso, recebi aconselhamento, orações e já viajei ao redor do mundo com a Portas Abertas. Deus tem me dado muita força e conforto para saber que não estou sozinho.

PA: Você sempre fala sobre o poder da oração. Como isso realmente funciona, saber que pessoas em todo o mundo estão orando por você?

Fred: A oração faz milagres. Conto minha história por causa das orações. Nós, sobreviventes do ataque, temos visto várias pessoas orar, enviar mensagens e compartilhar que estamos juntos. Há poder na oração. Eu fico mais forte quando há pessoas orando.

PA: Você tem algum pedido específico de oração?

Fred: A igreja deve continuar orando por encorajamento. Para mim, especificamente, eu comecei a fazer seminário. Quero me tornar um evangelista. Assumi esse compromisso depois que Deus salvou a minha vida. Ore por mim, para que ele me ajude, me dê forças, mande os recursos financeiros. E para que eu possa permanecer forte.

PA: Você tem uma mensagem final para a igreja brasileira?

Os cristãos perseguidos não podem falar, nem sair de seus países. Muitos não têm quem os ouça. Agradeça por seu país e use sua liberdade para falar pelos que não têm voz. Tudo o que desejamos ouvir é que vocês são um conosco e que estamos juntos.

Confira o depoimento de Fred sobre o ataque.

Somos encorajados ao conhecermos testemunhos de sobreviventes e familiares das vítimas de ataques ocorridos no mês da Páscoa, assim como Fred. Essas histórias nos motivam a continuar depositando nossa plena confiança em Deus, que é nosso refúgio e auxílio em meio às adversidades. Da mesma forma que recebemos consolo, devemos aliviar aqueles que estão em tribulações.

Assim como no Quênia, em outros países onde há perseguição, cristãos são atacados de diversas formas por causa da fé em Jesus. Que ao saber o que o corpo de Cristo enfrenta no mês da Páscoa, você promova um grande impacto e ajude aqueles que seguem a Jesus doando para projetos de treinamento bíblico e apoio em necessidades emergenciais.

No Egito, um dos países onde cristãos são atacados na data, nossos irmãos compreendem, por meio de treinamento, o significado da identidade cristã em uma sociedade muçulmana e aprendem a defender a própria fé e explicá-la aos outros. Sua contribuição permite que um cristão egípcio participe do treinamento e se torne mais resiliente. Seja Um Com Eles mostrando que se importa de forma efetiva, orando por eles e conscientizando outras pessoas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE