Como a Malásia tem sido islamizada

| 03/07/2016 - 00:00




A igreja na Malásia nunca teve oportunidade de reivindicar seus direitos religiosos ao governo, uma vez que a liderança malaia sempre colocou em prática suas políticas de islamização sem levar em conta os direitos das minorias. Sempre foi assim. Mas enquanto a sharia (lei islâmica) se espalha em todas as regiões do país, a população cristã cresce, mesmo em meio à repressão e os jovens cristãos malaios, inclusive, já estão usando os modernos meios de comunicação para falar do amor de Cristo.

Notícias recentes mostram que a realidade da igreja é complicada, com os projetos de lei que visam cada vez mais incrementar a sharia, principalmente contra o cristianismo, cidadãos malaios não conseguem oficializar sua nova religião e são vistos como traidores e infiéis, sendo excluídos da sociedade e até mesmo de suas famílias. Além disso, tem a questão da corrupção, motins, incidentes violentos e falta de liberdade, tanto de expressão quanto de religião. E, apesar de ser pressionada por todos os lados, a igreja não pensa em desistir. Como disse uma cristã malaia que não foi identificada por motivos de segurança: “Esses políticos não vão nos derrubar, nós estamos orando por essa nação. Eles não têm a menor ideia de quem é o nosso Deus”.

Os muçulmanos são praticamente proibidos de conhecer a Cristo, o governo malaio faz de tudo para aplicar a sharia e reger a nação de acordo com os preceitos religiosos islâmicos, chegando ao extremo de reduzir os direitos religiosos dos cristãos e promovendo uma ideologia fechada na sociedade, violando inclusive as leis de Direitos Humanos, através de uma Constituição Federal que deveria defender os princípios seculares de governança ao povo malaio. O próprio UMNO (United Malays National Organization – Organização Nacional dos Estados Malaios) juntou-se ao MIC (Malaysian Indian Congress – Congresso Indiano da Malásia) e inseriu na Constituição que o islã agora é “a religião oficial”, embora as demais religiões possam ser praticadas em paz e harmonia em qualquer região do país, o que não ocorre na prática. Ore por essa nação.

Motivos de oração
? Ore a Deus em favor do povo malaio, para que essa política tendenciosa não impeça os muçulmanos de conhecer o amor de Cristo.
? Há muitos estudantes cristãos que não são beneficiados com bolsa de estudo em universidades federais por causa da sua fé. Interceda por eles.
? Muitos estão deixando o país com a esperança de encontrar um lugar mais seguro, onde possam continuar a servir a Cristo. Peça ao Senhor que dirija os passos de cada um.

Leia também
Projeto de lei visa incrementar a lei sharia no país
Islâmicos começam a agir após saída da oposição do governo


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE