Como estão os cristãos no Iraque?

Violações do Estado Islâmico continuam desafiando a fé cristã no Iraque

| 17/07/2022 - 08:00

Além da perseguição religiosa, eventos climáticos desgastaram o país recentemente

Além da perseguição religiosa, eventos climáticos desgastaram o país recentemente


Antes da invasão dos Estados Unidos no Iraque em 2003, celebrava-se o Dia Nacional do Iraque em 17 de julho. Depois de diversas mudanças políticas, a independência do país passou a ser comemorada em outubro.  


Apesar das mudanças, a data de hoje é significativa, pois remete a 1968, quando o partido Baath concretizou o golpe, e isso marcou o início dos primeiros movimentos democráticos no país.  
 


O Iraque ocupa a 14ª posição na
Lista Mundial da Perseguição 2022, sendo um local com grande hostilidade e pressão aos cristãos, especialmente aos que deixaram o islamismo para seguir a Jesus.  


A presença do
Estado Islâmico (EI) ainda afeta o país com conflitos e bombardeios frequentes, que deixam vilas e igrejas destruídas. Nessas regiões, muitos cristãos mantêm a fé em segredo por causa do risco de morte. 


Quem é afetado pela perseguição no Iraque?
 


As mulheres são mais vulneráveis por causa da impunidade, que permite violações graves dos direitos básicos delas sem que os criminosos sejam responsabilizados por isso.

Para evitar os assédios frequentes, algumas cristãs usam véus por segurança, já que em áreas dominadas elas são obrigadas a viver conforme a sharia (conjunto de leis islâmicas).  


Outro grupo afetado são os cristãos de origem muçulmana, pois os familiares não aceitam e nem toleram a conversão. Quando a nova fé deles é descoberta, os parentes pressionam de diversas formas para que voltem ao islamismo, inclusive através da morte.
 


Outros desafios
 


No mês de maio, ao menos oito tempestades de areia acometeram o país e obrigaram o fechamento de aeroportos, escolas e outros estabelecimentos. A população, que já sofre com a falta de um sistema de saúde, está mais sujeita a ter problemas respiratórios causados pela nuvem espessa de areia. Os hospitais ficaram sobrecarregados com cinco mil pacientes, segundo dados da AFP (Agence France Presse).


Pedidos de oração

  • Ore pelas áreas dominadas pelo Estado Islâmico. Que os cristãos permaneçam seguros e sejam fortalecidos em Jesus. 
  • Interceda para que a população seja suprida em todas as necessidades nessa crise econômica e de saúde que as tempestades causaram. 
  • Peça a Deus que abençoe os projetos de reconstrução das casas e igrejas. Que em breve nossos irmãos e irmãs na fé vivam um novo começo sob a graça de Deus. 

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE