Cristã é agredida pelos filhos na Ásia Central

Os muçulmanos não aceitam que a mãe seja seguidora de Jesus

| 23/02/2021 - 16:30

Chalpona é a única seguidora de Jesus da família e os filhos, que trabalham no governo na Ásia Central, a agrediram para que ela deixasse o evangelho

Chalpona é a única seguidora de Jesus da família e os filhos, que trabalham no governo na Ásia Central, a agrediram para que ela deixasse o evangelho


Nos últimos meses, a Portas Abertas contou as histórias de Halima* e Diliana*, duas cristãs na Ásia Central que são perseguidas por amigos e familiares que não concordam com a fé delas. Infelizmente, a hostilidade vinda de dentro da própria casa é muito comum nos países da região e a cristã Chalpona* também é uma vítima dela.

Chalpona é a única cristã da família e foi agredida pelos dois filhos adultos na própria casa. Eles exigiram que ela renunciasse a fé e parasse de compartilhar o evangelho. Os filhos da cristã trabalham no governo do país e não querem ter a reputação manchada pela mãe ser seguidora de Jesus. Após a agressão, eles quebraram algumas coisas na casa da mãe e foram embora.

Em alguns países da Ásia Central, novas mesquitas foram construídas e abertas em 2020, e a influência islâmica está crescendo. Ao mesmo tempo, a pressão contra os cristãos tem aumentado, principalmente os que são ex-muçulmanos. Eles enfrentam a perseguição vinda, principalmente, de familiares, amigos e vizinhos próximos.

*Nomes alterados por segurança.

Pedidos de oração

  • Apresente em oração a vida de Chalpona, para que Deus a visite, e a mantenha firme na fé, mesmo diante dos ataques dos filhos.
  • Clame pelos filhos da cristã, para que o amor de Jesus os alcance e eles tenham a vida transformada por ele.
  • Peça por todos os cristãos na Ásia Central, para que Jesus os guarde e proteja da perseguição.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE